7 eventos ao vivo
Logo do Paraná
Foto: Divulgação

Paraná

Paraná vence o clássico, mas Furacão consegue a classificação

29 mar 2017
23h41
  • separator
  • comentários

Melhor campanha disparada da primeira fase do Campeonato Paranaense 2017, o Paraná Clube bateu o time principal do Atlético Paranaense por 1 a 0, no clássico disputado na Vila Capanema, mas não eliminou o rival da competição. Com 28 pontos, o time paranista garantiu a primeira colocação. O Furacão, com 12 pontos, pegou a última vaga graças à vitória do Rio Branco.

O Rubro-Negro dominou toda a primeira etapa, com um Tricolor recuado, mas não marcou. Quem fez foi Renatinho, aos 20 minutos da segunda etapa, aproveitando cruzamento de Robson.

Nas quartas de final, o Paraná Clube vai enfrentar o próprio Atlético Paranaense, com vantagem de decidir a vaga em casa.

O jogo - O clássico começou truncado, com muita disputa no meio-campo e forte marcação. Aos cinco minutos, Zezinho forçou o lançamento para Felipe Alves, mas a bola foi pela linha lateral. O Furacão tinha o domínio das ações, mas não assustava. Polêmica aos nove minutos, com Thiago Helen desviando escanteio para a rede e, depois de correr para o centro, a arbitragem anulou, anotando o toque de mão.

O Rubro-Negro apertava, mas a bola não chegava até o estreante Eduardo da Silva. Aos 12 minutos, Jonathan cruzou e Lucho chutou em cima da zaga. Aos 17 minutos, finalmente um lançamento para Eduardo, que bateu cruzado, à direita da meta. O Tricolor estava muito recuado, sem conseguir sair par ao jogo. Aos 24 minutos, nova tentativa de Thiago Heleno na área, desta vez para fora.

O melhor ataque da competição simplesmente não chegou ao gol de Weverton. Aos 32 minutos, Felipe Gedoz cobrou falta fechada e a defesa tricolor afastou do jeito que deu. Em uma rara chegada do Paraná, aos 39 minutos, Airton aproveitou cobrança de falta de Renatinho e desviou com muito perigo, raspando o poste. O clima era quente entre os atletas dos dois times.

Depois do intervalo, as equipes retornaram sem alterações. O Paraná parecia querer se soltar mais em campo, mas seguia com uma postura mais defensiva. Aos seis minutos, Renatinho cobrou falta e Weverton agarrou sem dificuldade. Guilherme Biteco, que havia acabado de entrar, levantou bola na cabeça de Airton, que testou firme e obrigou Weverton a operar um milagre.

O Tricolor jogava por uma bola, e ela apareceu aos 20 minutos. Robson invadiu a área e levantou para, o meio da confusão, Renatinho balançar a rede e abrir o placar. Preocupado, Autuori apostou as entradas de Douglas Coutinho e Matheus Rosseto. Aos 27 minutos, Júnior cruzou fechado e Thiago Heleno teve que se esticar para salvar.

O Paraná era muito mais perigoso, já que o Furacão estava aberto, precisando vencer para não depender de outros resultados. Aos 32 minutos, Robson arrematou e a bola foi torta pela linha de fundo. Matheus Rosseto cobrou falta na área, aos 41 minutos, e ninguém aproveitou. Até Weverton tentou fazer de cabeça, nos acréscimos. A pressão atleticana não resultou em gol, mas a rodada ajudou ao Rubro-Negro.

PARANÁ 1 X 0 ATLÉTICO-PR

Local: Estádio Durival Britto e Silva, em Curitiba (PR)

Data: 29 de março de 2017, quarta-feira

Horário: 21h45 (de Brasília)

Árbitro: Cristian Eduardo Gorski da Luz

Assistentes: Bruno Boschilla e Ivan Carlos Bohn

Cartões amarelos : Zezinho, Renatinho (Paraná); Thiago Heleno, Felipe Gedoz (Atlético-PR)

ATLÉTICO PARANAENSE : Renatinho, aos 20 minutos da segunda etapa

PARANÁ: Léo; Junior, Airton, Artur e Rayan; Jhony, Zezinho, Renatinho (Leandro Vilela) e Robson (Nathan); Pedro Bortoluzo (Guilherme Biteco) e Felipe Alves.

Técnico: Wagner Lopes.

ATLÉTICO PARANAENSE : Weverton; Jonathan, Paulo André, Thiago Heleno e Renan Lodi; Otávio, Lucho (João Pedro) e Felipe Gedoz (Matheus Rosseto); Nikão, Eduardo da SiIva e Cryzan (Douglas Coutinho)

Técnico: Paulo Autuori

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade