PUBLICIDADE

A insanidade do Flamengo venceu: quinta-feira tem futebol

O prefeito Crivella liberou os jogos do Campeonato Carioca e avisou que Bolsonaro vai prestigiar Flamengo x Bangu

16 jun 2020 16h54
ver comentários
Publicidade

 

Apenas um dado seria suficiente para resumir a insanidade de Bolsonaro, Flamengo, Crivella e Witzel. Os jogos no Campeonato Carioca vão voltar duas semanas após o pico de pandemia no país, aliás não dá nem pra saber se já atingimos o pico. Nos outros países mais afetados pela pandemia, houve uma espera em média de 70 dias.

O prefeito Marcelo Crivella liberou o futebol, apesar de a curva da pandemia de coronavírus não ter caído no RJ (Foto: Reprodução)
O prefeito Marcelo Crivella liberou o futebol, apesar de a curva da pandemia de coronavírus não ter caído no RJ (Foto: Reprodução)
Foto: LANCE!


É inacreditável que em meio a tantos mortos o prefeito Crivella, de olho no apoio de Bolsonaro para sua reeleição à Prefeitura (o Rio não merece isso), libere o futebol. E ainda fez mais: disse que Bolsonaro estará presente no Maracanã. Como assim? Se não pode haver público, por que ele teria esse direito?

Bom em um país em que o time mais popular não se importa com a saúde da população, pode se esperar qualquer coisa. Que triste, Flamengo! De um presidente que foi incapaz de visitar um hospital e se solidarizar com os mortos, dá pra entender que ele queira que o futebol volte para distrair a população. É mesquinho, é pequeno, é desumano, mas é compreensível dentro da insanidade em que vivemos.

Mas ver o Flamengo não ter nenhuma sensibilidade e se juntar a líderes como Bolsonaro, Witzel e Crivella é triste demais. A insanidade venceu. Mas é bom lembrar que Botafogo e Fluminense não compactuaram com esses exterminadores do presente e do futuro.

 

Paradinha Esportiva Paradinha Esportiva
Publicidade
Publicidade