PUBLICIDADE

Sul-Americana também é dominada por brasileiros e argentinos

Grêmio já está nas oitavas e Atlético-PR e Ceará têm boas chances de fazer o mesmo

25 mai 2021 11h17
ver comentários
Publicidade

Assim como na Libertadores, a Copa Sul-Americana de 2021 tem seu protagonismo em clubes brasileiros e argentinos. A rodada final da fase de grupos nesta semana vai definir quem continuará na competição. Apenas o primeiro colocado de cada chave se classifica. Por enquanto, o único que já garantiu vaga nas oitavas de final foi o Grêmio (Grupo H).

Grêmio, recém-campeão do Gaúcho, está muito bem na Copa Sul-Americana
Grêmio, recém-campeão do Gaúcho, está muito bem na Copa Sul-Americana
Foto: PEDRO H. TESCH / Estadão Conteúdo

Entre os brasileiros, o Athletico-PR está em ótimas condições de avançar. Para isso, basta empatar com o Aucas, do Equador, nessa quinta (27), na Arena da Baixada, para terminar em primeiro lugar no Grupo D.

Outro que depende só de si para disputar a próxima fase é o Ceará, líder do Grupo C, com 9 pontos. O time nordestino tem que vencer o Jorge Wilstermann, também nessa quinta. O problema é que jogará em Cochabamba, na Bolívia, a 2.500 metros de altura.

Entre os argentinos, Rosário Central (Grupo A) e Independiente (Grupo B) estão a um sopro da classificação. O Arsenal de Sarandí (Grupo C) pode ser outro contemplado com a vaga, desde que vença o Bolívar, na quinta, e o Ceará não passe pelo Wilstermann.

Embora com chances matemáticas, Bahia, Atlético-GO, Bragantino e New Old Boys dificilmente vão seguir na Sul-Americana. Corinthians, San Lorenzo, Talleres e Lanús já estão eliminados.

Papo de Arena Todo o conteúdo (textos, ilustrações, áudios, fotos, gráficos, arquivos etc.) deste blog é de responsabilidade do blogueiro que o assina. A responsabilidade por todos os conteúdos aqui publicados, bem como pela obtenção de todas as autorizações e licenças necessárias, é exclusiva do blogueiro. 
Publicidade
Publicidade