0

Valdivia explica lesões no Palmeiras e afirma não ser culpado por todas

31 mai 2020
20h13
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Ao longo de sua segunda passagem pelo Palmeiras, o meia Valdivia ficou bastante marcado pelo tempo que passou fora de campo. A grande quantidade de lesões que acumulou fizeram com que o jogador fosse constantemente criticado pela torcida.

No último sábado, em entrevista à Fox Sports, o jogador falou sobre as contusões. O chileno afirmou que algumas eram causadas por irresponsabilidade própria, mas outras ele era culpado sem necessidade.

"Nunca escondi que, algumas vezes, a culpa foi minha, tive muita responsabilidade por ter uma lesão e não ter os cuidados que poderia. Acabei pagando e sofrendo as consequências na mídia, porque o torcedor vai na onda dela. Mas outras vezes não tive culpa nem responsabilidade", declarou Valdivia.

As lesões foram a marca negativa da segunda passagem de Valdivia pelo Palmeiras

"Joguei várias vezes sem condição nenhuma. Por exemplo, se a lesão precisava de quatro semanas, eu, com 20 dias, tinha que estar de volta para treinar e jogar, acelerava os processos, atropelava semanas de recuperação", acrescentou.

O atleta também destacou que nenhum profissional do departamento médico ou da fisioterapia da época assumia alguma responsabilidade pela ocorrência da lesão, fazendo com que a culpa caísse sempre sobre ele.

"Ninguém me defendia. Era melhor a responsabilidade ser 100% do jogador do que alguém do departamento médico ou da fisioterapia dizer 'atropelamos o tratamento, a responsabilidade também é nossa'. Nunca tive essa defesa ou ajuda, sempre davam a entender que a culpa e irresponsabilidade eram minhas e que eu não me cuidava. Cheguei até a pagar do meu próprio bolso um fisioterapeuta para me ajudar a evitar lesões. Fiz muita coisa, mas não davam importância", salientou.

"Hoje não tem ninguém daquela época no departamento médico. Saíram todos. E só eu me machucava? Não tiveram outros casos de lesão? Se você for procurar, tiveram muitos outros casos. Então quando eu errei, assumi a responsabilidade, mas quando era para alguém do departamento médico ou da fisioterapia fazer isso, não acontecia, nunca aconteceu", concluiu o chileno.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade