1 evento ao vivo

Suspenso, Mano vê juiz mal-educado e diz: "VAR não pode ter camisa"

30 set 2019
09h15
  • separator
  • 0
  • comentários

O técnico Mano Menezes, advertido com o terceiro cartão amarelo no empate contra o Internacional, precisará cumprir suspensão automática. Insatisfeito com a performance do árbitro Braulio Machado no Beira-Rio neste domingo, o comandante do Palmeiras reclamou do juiz e do VAR.

"Esse árbitro não conversa com ninguém. É mal-educado. Vocês veem com frequência que os jogadores tentam conversar e ele faz assim com a mão (gesticula), não deixa ninguém conversar. Para isso, eles têm bastante autoritarismo, que a gente é contra", declarou Mano.

Aos 40 minutos do segundo tempo, Bruno Henrique recebeu de Lucas Lima e mandou para as redes. Após rever o lance pelo monitor do VAR, no entanto, o árbitro Braulio Machado marcou toque de Willian na origem da jogada, em que o atacante palmeirense disputa a bola com Klaus.

"A gente fica chateado, porque estamos vendo interpretações diferentes do VAR. Uma hora, é uma coisa. Outra hora, é outra coisa. Durante a semana, vimos pênalti que o VAR não chamou. Ontem, vimos lance de vermelho que o VAR não chamou", disse Mano, em prováveis referências aos jogos do Flamengo contra Inter e São Paulo.

"O VAR não pode ter camisa, não pode ter pressão, não pode ter estádio. O VAR é para o bem do futebol e precisa de uma linha de conduta para que todos saibamos como vamos nos comportar. Entendemos que não foi o caso dessa última semana, está bastante claro", prosseguiu o técnico.

Com o empate contra o Inter, o Palmeiras chegou aos 46 pontos ganhos e segue com três a menos do que o líder Flamengo. Pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro, com Mano Menezes suspenso, o time alviverde volta a campo para encarar Atlético-MG às 16 horas (de Brasília) de domingo, no Allianz Parque.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade