PUBLICIDADE
Logo do

Palmeiras

Meu time

Sem Felipe Melo, Palmeiras não vence há cinco partidas

27 set 2021 08h20
| atualizado às 08h20
ver comentários
Publicidade

Mesmo vivendo um momento de indefinição nos bastidores devido ao seu contrato, Felipe Melo segue sendo um jogador fundamental para o Palmeiras. E isso fica evidente nos números.

Sem a presença do meio-campista, o Verdão já soma cinco partidas seguidas sem saber o que é vencer. São quatro derrotas e um empate. Neste sábado, por exemplo, o experiente atleta foi ausência na derrota de 2 a 1 para o Corinthians.

Já com o camisa 30 em campo, o Alviverde tem números expressivos. Nos últimos 13 compromissos que Abel Ferreira o escalou, o Palmeiras venceu 10, empatou dois e perdeu somente um.

Ao todo, desde que foi contratado em 2017, Felipe Melo já vestiu a camisa palmeirense em 207 partidas, das quais ele venceu 127, empatou 45 e perdeu 35, resultando em um aproveitamento de 68,5%. Além disso, ele soma 12 gols, 78 amarelos e quatro vermelhos.

Nestes quatro anos, ele foi desfalque em 131 jogos, dos quais o Palmeiras venceu 62, empatou 35 e perdeu 34 (aproveitamento de 56,2%).

Apesar da evidente importância no elenco alviverde, o jogador de 38 anos pode estar vivendo os seus últimos meses de Verdão. Isso porque o seu contrato acaba no final do ano e a sua renovação ainda é motivo de muito debate. A tendência é que o imbróglio só se resolva em novembro, quando será definido o novo presidente do clube.

Recentemente, Abel Ferreira desatacou a importância de Felipe Melo para o elenco.

"Cobro muito do Felipe, quer ele jogue ou não. Quero um capitão ativo, que esteja presente em todos os momentos. Quando é chamado para ser titular, como foi hoje, e que passe essa energia e essa agressividade positiva para os moleques, porque eles têm muito a crescer para competir. Ele é um exemplo de um competidor. Não perde um duelo, ele ajuda a defender, e é isso que nossos jogadores precisam perceber. O Danilo, o Menino, o Patrick, o Veron, o Renan, que também é um campeão. O Dudu, o Luiz Adriano, o Rony, todo mundo tem que se ver na atitude competitiva dele, sobretudo nos momentos defensivos", disse.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade