0

Relembre como era o antigo memorial de troféus do Palmeiras

Taças e fotos históricas do clube ficavam em salão sob as arquibancadas do Palestra Itália

13 fev 2020
11h10
atualizado às 11h10
  • separator
  • 0
  • comentários

A longa espera da torcida do Palmeiras pela reconstrução do memorial de taças do clube está perto de chegar ao fim. Nesta quarta-feira clube e a WTorre, responsável pelo Allianz Parque, anunciaram que vão concluir em breve um acordo para reconstuir o local. Desde junho de 2010 a torcida alviverde não tem um espaço para visitar e relembrar a história da equipe.

A antiga sala ficava no Palestra Itália e servia para guardar as principais conquistas, fotos e itens históricos do clube. A localização era em um salão sob as arquibancadas do estádio, que foi demolido para a reforma feita entre 2010 e 2014. Desde então, as mais de 6 mil taças do clube estão guardadas na Academia de Futebol, na sala da presidência do clube e em um depósito na zona norte da capital.

Antes disso, os troféus foram guardadas em um imóvel no bairro de Pinheiros, como revelou o Estado em 2011. O dono do espaço era o ex-diretor de futebol do clube, Salvador Hugo Palaia. Um grupo de conselheiros chegou a questionar o depósito, alegando que o Palmeiras gastava R$ 3 mil por mês com o local apenas para manter um cachorro como o único responsável pela segurança do espaço. O caso gerou bastante polêmica nos bastidores da época. A informação foi negada pelo então presidente do clube, Arnaldo Tirone.

Desde 2017 o Palmeiras montou uma comissão para reorganizar o projeto do memorial e conversar com gestores da arena. A pressão para se ter o novo memorial é grande entre conselheiros do Palmeiras e também por parte da torcida.

"É uma situação que está muito próxima de ser resolvida. Estamos muito evoluídos em relação ao museu. Restam detalhes", afirmou o presidente do Palmeiras, Mauricio Galiotte. "Estamos em ritmo avançado tanto na parte técnica como jurídica e de contratos. Talvez daqui um mês poderemos chamar vocês (jornalistas) para conversar sobre isso", explicou o diretor financeiro da WTorre Luis Davantel.

O espaço remodelado deve ter uma estrutura multimídia e interativa inspirada nos mais modernos memoriais de clubes europeus. O objetivo é fazer o salão das conquistas integrado à uma nova loja de produtos oficiais, ao clube social e também ao tour do estádio. O novo memorial deve ficar localizado no primeiro andar da arena, em um espaço de cerca de 1 mil m² com visão panorâmica para a rua Palestra Itália.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade