4 eventos ao vivo

Presidente do Palmeiras não crê em retorno do Paulistão no dia 17 de maio

Maurício Galiotte endossa declaração do presidente da FPF, que diz que torneio só volta com o aval das autoridades sanitárias

1 mai 2020
12h32
atualizado às 12h32
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Em meio aos frequentes debates sobre a retomada do futebol no Brasil, o presidente do Palmeiras, Maurício Galiotte, não acredita que o Campeonato Paulista voltará a ser disputado no dia 17 de maio, data sugerida pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

"Essa decisão é técnica. Vamos depender dos números, da evolução da doença. Na minha opinião é muito difícil. Não acredito em jogos nessa data", afirmou Galiotte em entrevista ao SporTV.

O dirigente do Palmeiras endossou o discurso do presidente da FPF, Reinaldo Carneiro Bastos, que indicou que o campeonato só será retomado com o aval das autoridades sanitárias. Galiotte entende que é necessário analisar a situação com calma e salienta que os jogadores precisam ter segurança para voltar aos treinos e jogos.

"Existe uma expectativa natural pelo retorno. Mas temos de ter calma, muita frieza, controlar nossas expectativas, para que o retorno seja definido de maneira técnica, com autorizações do Ministério da Saúde e da Secretaria Estadual. Para que a gente tenha proteção e um ambiente saudável para todos os envolvidos com o dia a dia do futebol", ressaltou o mandatário.

A Federação Paulista de Futebol (FPF) vai se reunir com os clubes participantes da Série A1 do Estadual na próxima segunda-feira para discutir a possibilidade de retomada da competição, paralisada desde março em função da pandemia do coronavírus.

A reunião entre os clubes do Paulistão se dará no início da semana seguinte ao encontro entre a CBF, membros das federações e do Ministério da Saúde, quando se discutiu a possibilidade de os campeonatos estaduais serem retomados no dia 17.

Como previu Galiotte, a chance de o Paulistão ser reiniciado na data sugerida é remota, uma vez que São Paulo é o estado com o maior número de casos registrados de covid-19 no Brasil. São 28.698 casos confirmados e 2.375 mortes no local que é o epicentro da doença no País, segundo o balanço mais recente divulgado pelo Ministério da Saúde.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade