1 evento ao vivo

Palmeiras cogita Osorio, mas avança na negociação com Sampaoli

Argentino do Santos teria aceitado bases salarias e definido comissão técnica; colombiano é o plano B

3 dez 2019
18h17
atualizado às 19h02
  • separator
  • 0
  • comentários

O Palmeiras parece realmente disposto a contratar um treinador estrangeiro para 2020. Depois de eleger Jorge Sampaoli como primeira opção para substituir Mano Menezes, a diretoria cogitou o nome do colombiano Juan Carlos Osorio como plano B para o ano que vem. A informação da possibilidade de Osorio foi divulgada pelo site Globoesporte.com e confirmada pelo Estadão. Ao longo desta terça, as negociações com Sampaoli avançaram.

Foto: Gazeta Esportiva

Ao longo desta terça-feira, o nome de Osorio, que teve passagem pelo São Paulo em 2015, ganhou força nos bastidores. Por outro lado, o Atlético Nacional, seu clube atual, confirmou a permanência do treinador para o ano que vem. Osorio vive mau momento na temporada do futebol colombiano.

O nome de Osorio perdeu força porque assim que as negociações com Sampaoli avançaram. O treinador não deve continuar no Santos na próxima temporada, mas indicou que só definirá seu futuro após o fim do Brasileirão. Fontes ligadas à diretoria alviverde afirmam que as bases salariais já foram definidas e também a composição da comissão técnica.

Uma das estratégias do Palmeiras para se aproximar do argentino é a contratação de Paulo Autuori para substituir Alexandre Mattos no cargo de diretor de futebol. Autuori foi superintendente do Santos. Outro nome citado para o cargo de diretor é o de Paulo Pelipe.

Outro argumento forte para a contratação de Sampaoli é a presença de um patrocinador forte. Ontem, a patrocinadora reafirmou seu compromisso com o clube independentemente da saída de Alexandre Mattos. Crefisa e Faculdade das Américas vão patrocinar o clube até o fim de 2021, quando se encerra a gestão de Maurício Galiotte.

"Mudanças acontecendo, mas a única coisa que não muda na minha vida é meu amor pelo Palmeiras, meu compromisso e a parceria com o clube", disse Leila Pereira nas redes sociais.

Veja também:

 

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade