1 evento ao vivo

Palmeiras cita isonomia e defende volta da torcida para "todos os clubes ou para nenhum"

22 set 2020
19h22
atualizado às 20h13
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Com o plano de estudos da CBF para volta de parte do público aos estádios aprovado pelo Ministério da Saúde, o Palmeiras se manifestou sobre o assunto na tarde desta terça-feira. Para o clube presidido por Maurício Galiotte, uma medida única deve ser aplicada a todas as agremiações.

Inicialmente, o Ministério da Saúde aprovou o retorno da torcida em até 30% da capacidade dos estádios, percentual que pode ser aumentado posteriormente. O órgão atribui a decisão aos gestores locais, levando em consideração aspectos como variação da curva epidemiológica e a taxa de ocupação de leitos, entre outros.

O Palmeiras marcou posição sobre o tema por meio de seu perfil oficial no Twitter. O clube alviverde enfatizou que vem respeitando as determinações das autoridades desde o início da pandemia de covid-19 para, em seguida, pedir o mesmo tratamento em relação a todos os times.

"Tratando especificamente da questão da presença de público nos estádios, o Palmeiras defenderá sempre a isonomia de condições para todos os clubes. A presença da torcida deve se aplicar para todos os clubes ou para nenhum", postou a agremiação presidida por Maurício Galiotte.

Com 18 pontos ganhos em 10 partidas, todas com portões fechados pela pandemia de covid-19, o Palmeiras ocupa a quarta colocação no Campeonato Brasileiro. Às 21h30 (de Brasília) desta quarta, pela quarta rodada da Copa Libertadores, o time alviverde pega o Guaraní, no Estádio Defensores Del Chaco, também sem público.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade