0

Nova função de Lucas Lima exemplifica ideia de Mano em mudar estilo do Palmeiras

19 set 2019
06h21
atualizado às 06h21
  • separator
  • 0
  • comentários

Além de abrir os treinamentos para a imprensa, Mano Menezes está promovendo outras mudanças no Palmeiras, uma delas no posicionamento de Lucas Lima. Como foi possível ver em alguns dos trabalhos promovidos pelo comandante, o meio-campista pode ser recuado para atuar como segundo jogador de meio-campo.

Mano Menezes assumiu o comando técnico do Palmeiras há cerca de duas semanas (Foto: Divulgação/SEP)
Mano Menezes assumiu o comando técnico do Palmeiras há cerca de duas semanas (Foto: Divulgação/SEP)
Foto: Gazeta Esportiva

"Vamos ver se é possível. As coisas precisam se confirmar na prática. Às vezes a ideia é muito boa, mas não se confirma, o time não fica consistente. E, se não fica consistente, não é possível. Vamos trabalhar para fazer em algumas circunstâncias primeiro, como fizemos em Goiânia. Depois pensaremos uma ideia mais fixa para ver se sustenta, se a equipe tem estabilidade para manter mais a posse de bola", disse o treinador após a vitória sobre o Cruzeiro.

A ideia da nova função de Lucas Lima deixa clara a intenção de Mano Menezes em mudar o estilo de jogo do Verdão. O treinador tem trabalhado para deixar para trás a tática reativa imposta por Felipão e adotar um futebol de maior posse de bola, mas sem esquecer da importância de um bom sistema defensivo.

"Quando você escolhe um jogador como o Lucas Lima para fazer uma segunda função de meio-campo, o time precisa ter capacidade para propor o jogo e ter mais a bola. Porque se ele tiver que ser marcador vamos ter problemas. Isso é só olhar em volta. Todo mundo pensa que dá para puxar todos os jogadores de qualidade para a segunda função. Às vezes dá e às vezes não", analisou o comandante palestrino.

"Todo técnico gostaria muito que a sua equipe ficasse com a bola, penso eu, quem gosta de futebol gostaria de ficar com a bola e não se defendendo sem ela. Ao ficar com a bola, você tem que ter capacidade de mantê-la, o que não é fácil, e criar situações com a posse, situações de gol, objetivas. Não adianta ficar a posse pela posse porque isso não vai nos levar a lugar nenhum. São questões básicas que temos de ter como afirmação", finalizou.

Vindo de três vitórias consecutivas desde a chegada de Mano, o Verdão retornou à briga pelo título e ocupa a segunda colocação com 39 pontos, três a menos que o líder Flamengo. O próximo compromisso do time é contra o Fortaleza, neste domingo, no Castelão, pela primeira rodada do returno do Campeonato Brasileiro.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade