4 eventos ao vivo

Galiotte pede maior união entre clubes brasileiros e defende o VAR

20 set 2018
14h23
atualizado às 14h23
  • separator
  • 2
  • comentários

A polêmica expulsão de Dedé diante do Boca Juniors pela Copa Libertadores tem gerado reações em vários outros clubes brasileiros. Uma das equipes que ainda briga pelo título da competição, o Palmeiras também manifestou a sua posição sobre o caso através de seu presidente, Maurício Galiotte, que pediu uma maior união entre as agremiações brasileiras para conseguir uma maior representatividade na Conmebol.

"Como clubes, temos que nos unir. O problema não é o VAR, o problema é que temos que ter representatividade na Conmebol. O Brasil é muito importante para as competições. Os assuntos têm que serem tratados, assuntos respeitados.Acho que temos tudo para evoluir", declarou o mandatário em entrevista para Espn.

Vale lembrar que neste edição de Copa Libertadores, o Santos foi punido por ter escalado o volante Sánchez de maneira irregular, enquanto River Plate e Boca Juniors também contaram com jogadores sem a regulamentação necessária, porém foram absolvidos.

Ainda sobre o lance envolvendo Dedé, Galiotte declarou acreditar que o Cruzeiro acabou sendo prejudicado por um erro da arbitragem, Mesmo assim, o presidente fez questão de defender o VAR, que foi utilizado para expulsar o jogador do clube mineiro, relembrando inclusive o lance polêmico da semana passada, quando o Palmeiras teve um gol anulado no confronto contra a Raposa pela Copa do Brasil.

"O Palmeiras é favorável a tudo que agrega valor ao futebol e a tecnologia agrega valor. É um momento de transição e esse é o caminho, temos que ter o futebol cada vez mais justo, limpo. O VAR não vai resolver todos os problemas, mas esse é o caminho. Até por ser início, tem ocorrido alguns problemas. Tivemos a Copa do Brasil, na semana passada, em casa, por exemplo. Entendemos que é um processo natural, início de um trabalho e que o árbitro errou. Mas é o que eu disse: a arbitragem tem que usar a ferramenta, aprender e isso vai demandar um tempo", completou o mandatário.

O Palmeiras entra em campo nesta quinta-feira pela competição continental diante do Colo-Colo pela partida de ida das quartas de final do torneio. A partida acontece no estádio Monumental de Santiago, às 21h45 (de Brasília). Vale reforçar que a arbitragem contará com o auxílio da tecnologia no duelo.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 2
  • comentários
publicidade