3 eventos ao vivo

Felipe Melo festeja vitória do Palmeiras: 'Melhoramos muito nos mata-matas'

Antes atuando como zagueiro, Felipe Melo retornou, no jogo desta quinta-feira, à posição de volante

29 out 2020
22h15
atualizado às 22h15
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Líder do Palmeiras, Felipe Melo comemorou bastante a bela atuação do Palmeiras em Bragança Paulista nesta quinta-feira, pela ida das oitavas de final da Copa do Brasil. Agora volante, ele viu o time soberano no jogo e aproveitou para mandar um aviso aos futuros adversários após a vitória por 3 a 1.

"Mostramos um primeiro tempo de bom futebol. E no segundo nos defendemos bem. Melhoramos muito na questão dos mata-matas em relação aos últimos anos", enfatizou, fazendo uma leitura correta do jogo.

O Palmeiras, desde a fase final do Paulistão deste ano, realmente vem se portando muito bem em duelos eliminatórios. Sofrendo pouco atrás e aparecendo bem na frente. Vai jogar com vantagem na volta diante do Bragantino e com o moral alto para as oitavas de final da Copa Libertadores, diante do Delfín.

Felipe Melo gostou da apresentação da equipe, mas não escondeu que estranhou voltar a atuar como volante após sete meses na zaga. Para não "sacrificar" nenhum zagueiro, Andrey Lopes resolveu recolocá-lo na posição de origem.

"Você, na zaga, se preocupa muito em se posicionar bem. No meio-campo tem de ter mais caixa (fôlego) para marcar e fazer saídas rápidas. Essa foi a dificuldade maior, que eu sabia que ia encontrar, mas a experiência ajuda muito", ponderou.

E exemplificou as mudanças em campo. "Ao invés de caçar, é encurtar e interceptar. Fiz bem isso, pude ajudar", disse. "Sei do meu potencial, mas voltar depois de sete meses não é fácil. Estou feliz com a vitória e a atuação do grupo", comemorou.

Após três vitórias seguidas e o bom futebol de volta, o Palmeiras ganha confiança para voltar à briga pelas primeiras posições do Brasileirão. O próximo rival é o ex-líder Atlético-MG, num grande teste para o time de Andrey Lopes no Allianz Parque.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade