0

Felipão isenta arbitragem e defende Deyverson após queda do Palmeiras

18 jul 2019
05h14
atualizado às 05h14
  • separator
  • 5
  • comentários

Ao contrário do que fez após o jogo de ida, o técnico Luiz Felipe Scolari saiu em defesa do atacante Deyverson depois da eliminação do Palmeiras para o Internacional, na noite desta quarta-feira, no Beira-Rio, pelas quartas de final da Copa do Brasil.

Na semana passada, após a vitória do time alviverde por 1 a 0 no Allianz Parque, Felipão criticou a atuação de Deyverson e indicou uma bronca para o dia seguinte. "Vou conversar com ele. Quem sabe a titularidade o esteja deixando não raciocinar totalmente que em algumas jogadas ele é nove, não um oito de armação", disse o treinador, na ocasião.

Desta vez, embora Deyverson tenha repetido a má atuação, Felipão adotou outro tom e deu a entender que o centroavante será mantido entre os titulares. No Beira-Rio, o camisa 16 perdeu quase todos os duelos contra os zagueiros do Inter e voltou a errar passes em contra-ataques.

"Quem disse que ele [Deyverson] é contestado pela torcida? Eu não vejo a torcida do Palmeiras falar isso. Se vocês, que são os influenciadores, acham isso, tudo bem, vão em frente. Quem escala sou eu, quem tem que achar sou eu. Enquanto ele for pessoa da minha confiança, vou escalar", avisou o técnico, em entrevista coletiva.

Felipão também evitou outra polêmica ao isentar a arbitragem de culpa pela eliminação do Palmeiras. Aos 35 minutos do segundo tempo, Rafael Traci marcou pênalti de Edenílson em Felipe Melo, mas voltou atrás após consultar o VAR.

Depois, nos acréscimos, o árbitro anulou o gol de Victor Cuesta por falta no volante palmeirense. Na ocasião, Traci precisou da escolta de policiais para visualizar o lance no vídeo. "Qual foi a influência dele no jogo? Apitou muito bem, não temos nada a reclamar do VAR nem do juiz", disse Felipão, que admitiu a superioridade do rival.

"O Inter jogou muito bem, teve um primeiro tempo muito melhor que o nosso. Depois as coisas se equilibraram, e nada mais justo do que essas duas grandes equipes terem ido para os pênaltis. O Internacional teve mais qualidade nas cobranças e se classificou", concluiu.

Agora, o Palmeiras volta as suas atenções para o Campeonato Brasileiro, do qual é líder. O próximo compromisso é o duelo com o Ceará, neste sábado, às 19 horas (de Brasília), na Arena Castelão, pela 11ª rodada da competição nacional.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 5
  • comentários
publicidade