1 evento ao vivo

Felipão ameaça Deyverson: "se não aprendeu, não volta"

Técnico do Palmeiras mostra irritação com mau comportamento de atacante e dá ultimato

12 fev 2019
04h40
atualizado às 07h45
  • separator
  • comentários

O técnico Luiz Felipe Scolari, do Palmeiras, demonstrou nesta segunda-feira ter perdido a paciência com o atacante Deyverson. Depois da vitória do time por 2 a 0 sobre o Bragantino, no Pacaembu, pelo Campeonato Paulista, o treinador cobrou que o jogador melhore o comportamento depois de ter sido suspenso por seis partidas após cuspir o corintiano Richard.

Deyverson, do Palmeiras, em partida contra o Botafogo, válida pela 2ª rodada do Campeonato Paulista 2019, no Allianz Parque, em São Paulo, na noite desta quarta-feria (23/01/2019)
Deyverson, do Palmeiras, em partida contra o Botafogo, válida pela 2ª rodada do Campeonato Paulista 2019, no Allianz Parque, em São Paulo, na noite desta quarta-feria (23/01/2019)
Foto: VILMAR BANNACH/PHOTOPRESS / Estadão Conteúdo

A punição a Deyverson foi anunciada nesta segunda-feira, horas antes do jogo com o Bragantino. Deyverson só poderá atuar novamente com a equipe na última rodada da fase de grupos do Paulista, diante da Ponte Preta. O clube também se irritou com a expulsão e na última semana aplicou uma multa de R$ 350 mil para o atacante, além de uma pesada bronca.

Felipão afirmou depois do jogo com o Bragantino que Deyverson só vai retornar à equipe se mudar de comportamento. "Se ele aprendeu alguma coisa, volta com o status que eu sempre dei a ele. Se não aprendeu, ele não volta, não. Não adianta, chega! Se ele aprendeu, nós damos uma chance, mas tem que ver se aprendeu. Vamos esperar as atitudes durante os próximos dias", afirmou.

Nesta segunda, durante a sessão no Tribunal de Justiça Desportiva (TJD), Deyverson se disse arrependido por ter cuspido no adversário e contou que procurou a ajuda de um psicólogo para tentar se controlar. O jogador acumula cinco expulsões em 66 jogos pelo Palmeiras, todas com vermelho direto. Apenas em clássicos com o Corinthians o atacante já tem duas expulsões.

O técnico também comentou na entrevista coletiva sobre a atuação do time, considerada por ele como muito boa. "Eu acho que foi o primeiro jogo que nós tivemos a identidade do ano passado e uma consistência, tanto defensiva quanto no setor de armação, para conseguir o resultado. Acredito eu que melhoramos bem mais. Vamos ver se no próximo jogo essa consistência continua", afirmou.

Felipão atribuiu a evolução na equipe à vantagem de na última semana o Palmeiras não ter outros jogos. A equipe teve sete dias de treinos até a partida com o Bragantino. A próxima partida será no domingo, em Araraquara, contra a Ferroviária, pelo Campeonato Paulista.

Veja também:

Estadão
  • separator
  • comentários
publicidade