5 eventos ao vivo

Dudu rechaça pressão para vencer o Santos após tropeço contra o Galo

7 out 2019
09h03
atualizado às 09h03
  • separator
  • 0
  • comentários

Após dois empates em sequência, o último deles no domingo, diante do Atlético-MG, o Palmeiras viu o Flamengo abrir cinco pontos na liderança da competição e a torcida protestar contra Alexandre Mattos, diretor de futebol, e Maurício Galiotte, presidente. Agora, o time de Mano Menezes volta o foco para o clássico com o Santos.

Dudu garantiu o empate do Palmeiras contra o Galo (Foto: Divulgação/SEP)
Dudu garantiu o empate do Palmeiras contra o Galo (Foto: Divulgação/SEP)
Foto: Gazeta Esportiva

Com três pontos separando as duas equipes, uma vitória do Peixe no confronto marcado para esta quarta-feira, na Vila Belmiro, às 21h30 (de Brasília), tira a vice-liderança do Verdão no Campeonato Brasileiro. Dudu, porém, descartou a pressão depois de dois tropeços e projetou um jogo mais franco em relação ao do Galo.

"Não tem pressão. Pressão existe em todo jogo do Campeonato, desde o primeiro. Não tem jogo fácil. O Atlético não vinha jogando bem, teve maus resultados, mas veio aqui e conseguiu o que queria: o empate. Vai ser um jogo diferente do que o de hoje. O Santos é uma equipe que gosta de atacar. Vamos ver o que Mano vai preparar para a gente fazer um bom jogo", disse o camisa 7.

Dudu ainda admitiu a falta que Mano Menezes fez na beira do campo diante do Galo. Por conta da suspensão do treinador, o auxiliar Sidnei Lobo foi o responsável por comandar a equipe.

"A gente tinha um treinador ali também, que é o Sidnei. Ele está há muito tempo com ele, conhece bem o Mano, o que ele faz sempre na beira do campo. Faz falta, é um grande treinador, mas o Sidnei é um cara que tem toda a confiança dele e do grupo. Foi dentro de campo que a gente não conseguiu o resultado", analisou.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade