0
Logo do Palmeiras
Foto: terra

Palmeiras

Dracena fala em "sensação de derrota" por tropeço contra o Bahia

13 out 2017
00h05
atualizado às 01h20
  • separator
  • comentários

Com um gol sofrido aos 43 minutos do segundo tempo, o Palmeiras cedeu o empate por 2 a 2 ao Bahia na noite desta quinta-feira, no Estádio do Pacaembu. O experiente zagueiro Edu Dracena, ainda no gramado, lamentou o resultado inesperado diante do frágil time tricolor, ameaçado pelo rebaixamento no Campeonato Brasileiro.

O Palmeiras inaugurou o marcador com um gol de Willian e aumentou por meio de Bruno Henrique. Edigar Junio diminuiu para o Bahia nos acréscimos da etapa inicial e ainda empatou em cobrança de pênalti dois minutos antes do fim do segundo tempo.

"A sensação é de derrota. Estávamos vencendo por 2 a 0 e tomamos um gol no fim do primeiro tempo. Depois, eles vieram para cima, o que é normal. Precisamos colocar os pés no chão e ter sabedoria em um momento como esse. Não é o que gostaríamos, mas é a realidade. Devemos ter consciência de que precisamos melhorar bastante", afirmou Dracena.

Para o experiente zagueiro, o gol sofrido nos acréscimos do primeiro tempo desestabilizou o Palmeiras. Após cobrança de escanteio de Mendoza pela direita, Edigar Junio, sem ser incomodado pela defesa alviverde, completou de cabeça para o fundo das redes.

"O 2 a 1 abalou um pouco o time. Precisa ter maturidade e sabedoria, porque isso vai acontecer", disse Dracena, acompanhado por Tchê Tchê. "Esse gol talvez tenha ocasionado uma queda. Não era para acontecer. Ficamos tristes pelo resultado. O jogo estava na mão, mas infelizmente não conseguimos vencer", declarou o meio-campista.

Com 44 pontos ganhos, o Palmeiras permanece na quinta colocação do Campeonato Brasileiro. Pela 28ª rodada do torneio nacional, às 17 horas (de Brasília) deste domingo, o time alviverde volta a campo para enfrentar o Atlético-GO, lanterna do torneio, no Estádio Olímpico.

O atacante Deyverson, substituído por Borja após críticas do público contra o Bahia, projetou uma recuperação na próxima rodada. "No futebol, a cobrança da torcida é normal. Temos que levantar a cabeça para ganhar os três pontos contra o Atlético-GO", declarou.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade