PUBLICIDADE
Logo do

Palmeiras

Meu time

Com festa da torcida, Palmeiras embarca para final da Libertadores

Torcedores deram apoio ao elenco e comissão técnica no início da tarde desta quarta-feira (24) na saída do ônibus da Academia de Futebol. Verdão disputa a final contra o Flamengo

24 nov 2021 13h33
| atualizado às 14h13
ver comentários
Publicidade

Os jogadores do Palmeiras deixaram a Academia de Futebol, em São Paulo, na tarde desta quarta-feira (24) para embarcar rumo ao Uruguai, local onde será disputada a final da Copa Libertadores, no próximo sábado. O elenco deixou o centro de treinamento por volta das das 13h (de Brasília), após ser festejado por torcedores que se concentraram na porta do CT. A viagem terá cerca de três horas de duração até a capital uruguaia, com previsão de chegada para o início da noite desta quarta.

A maior concentração de palmeirenses se deu na região da Avenida Marquês de São Vicente. Lá, para receber o ônibus, torcedores fizeram festa com bandeiras de torcidas organizadas e sinalizadores, saudando o time que se garantiu na final da competição pela segunda temporada seguida e defenderá a taça conquistada em janeiro no Maracanã.

Torcedores em volta do ônibus (Foto: AlexSilva/LANCE!)
Torcedores em volta do ônibus (Foto: AlexSilva/LANCE!)
Foto: Lance!

Enquanto isso, dentro do Centro de Treinamento, todos os funcionários da Academia de Futebol fizeram um corredor de apoio para o elenco do Palmeiras. Os jogadores e profissionais passaram pelos funcionários e foram ovacionados antes da entrada no ônibus. Repetindo a emblemática cena de janeiro, Abel Ferreira fez questão de cumprimentar todos eles antes do embarque.

Contagiando os jogadores que estavam dentro do ônibus, Breno Lopes, autor do gol do título de 2020, Gustavo Scarpa e Felipe Melo apareceram na frente do transporte para saudar a torcida, que cantava o hino do clube, palavras de apoio e cânticos tradicionais da arquibancada. Com as grades de isolamento rompidas pelos adeptos, a massa alviverde se misturou com os funcionários e atletas da categorias de base que cotejavam o deslocamento dos jogadores.

- Momento único, né? Ganhamos a Libertadores na temporada passada, mas, por conta da pandemia, tudo meio restrito. Hoje, sentir o calor da torcida e dos funcionários, demonstra o "Todos Somos Um!". Estou muito feliz - contou Raphael Veiga em entrevista à TV Palmeiras.

Lance!
Publicidade
Publicidade