PUBLICIDADE
Logo do

Palmeiras

Meu time

Casos de Covid-19 no elenco faz Palmeiras planejar alternativas para não ter desfalques no Mundial

Verdão teve 12 casos confirmados da doença em seu elenco durante pré-temporada

13 jan 2022 10h02
ver comentários
Publicidade

Grande paulista com o maior número de casos confirmados de Covid-19 em seu elenco nesta pré-temporada, o Palmeiras discute nos bastidores qual medida tomar para evitar assim que o surto da doença continue e o clube venha assim a ter desfalques para a disputa do Mundial de Clubes, em fevereiro, nos Emirados Árabes Unidos.

Elenco do Verdão treina na última quarta-feira, na Academia de Futebol (Foto: Cesar Grecco/Palmeiras)
Elenco do Verdão treina na última quarta-feira, na Academia de Futebol (Foto: Cesar Grecco/Palmeiras)
Foto: Lance!

Ao todo o momento, o Verdão teve 12 casos confirmados de coronavírus, incluindo aí o atacante Endrick, de 15 anos, que apesar de ter diagnosticado com um teste feito antes de jogo da Copa São Paulo de juniores, estava treinando com o profissional quando a notícia veio à tona.

Marcelo Lomba, Weverton, Patrick de Paula, Gustavo Scarpa, Breno Lopes, Rafael Navarro, Gabriel Menino, Deyverson, Matheus Fernandes, Rony e Jorge foram os outros atletas confirmados com Covid no grupo desde o início da pré-temporada, no último dia 5.

Desses, Patrick de Paula, Gustavo Scarpa, Breno Lopes e Deyverson voltaram aos treinos na última terça-feira (11). O clube aliviou a carga de treinos em cima do quinteto, ainda avaliando possíveis sequelas da doença e o período perdido de treinos. A situação mais preocupante é a do goleiro Weverton. Titular absoluto, seu exame voltou a dar positivo e ele continua afastado dos trabalhos.

Lomba, justamente o último atleta a ser diagnosticado com a doença, falou na última terça que o elenco está consciente dos riscos e que a esperança é que todos estejam prontos para o início da temporada, no dia 23, contra o Novorizontino, no Campeonato Paulista.

- Infelizmente o mundo tem passado por isso, mais uma onda (de Covid), e a gente tem feito o possível. É superar, ter atenção e cuidado, usar máscara, evitar ao máximo aglomerações. Em 15 dias vai estar todo mundo bem e pronto.

A diretoria tinha a mesma expectativa, mas com casos positivos até esta semana, vê de que forma pode agir para evitar que haja desfalques para o Mundial. Segundo o regulamento da Fifa, que segue as regras sanitárias do país árabe, quem estiver com o coronavírus na data do embarque do clube, dia 2 de fevereiro, não poderá viajar terá que ser substituído na lista de inscritos.

Por isso o aperfeiçoamento do planejamento interno entre diretoria e departamento médico começou a ser discutido. Há preocupação por conta das quatro partidas agendadas no Campeonato Paulista antes do embarque para Abu Dhabi, sendo duas delas fora de casa, ante Novorizontino (dia 23) e São Bernardo (dia 29).

São duas possibilidades. A primeira é concentrar o elenco na Academia de Futebol durante a carga de jogos do Paulistão. Entretanto, os médicos do clube apontaram que o movimento não é 100% seguro, visto que há circulação de funcionários no local e em caso de infecção, ela poderia se alastrar no elenco.

A outra possibilidade estudada é antecipar a viagem para os Emirados Árabes. Isso demandaria que a FPF (Federação Paulista de Futebol) adiasse o duelo contra o Água Santa, dia 1º de fevereiro. A diretoria queria usar a partida como uma festa para incentivar o grupo, visto que o duelo será no Allianz Parque.

De qualquer modo, o Palmeiras por enquanto mantém o cronograma. A volta de alguns titulares e a boa recuperação dos atletas afastados, assintomáticos e treinando normalmente no isolamento, faz com que a diretoria tenha certo otimismo. A ordem é aguardar os próximos dias e ver se o surto acaba.

TABELA

> Veja classificação e simulador do Paulistão-2022 clicando aqui

> Confira o caminho do Verdão no Mundial de Clubes-2022 clicando aqui

Lance!
Publicidade
Publicidade