0

Borja e Guerra treinam normalmente no Palmeiras em reapresentação

2 mai 2019
17h19
  • separator
  • 0
  • comentários

O Palmeiras retornou aos treinos nesta quinta-feira, no dia seguinte ao empate contra o CSA. Com presença de todos os titulares - à exceção de Deyverson - poupados contra o time alagoano, Borja foi a maior novidade na Academia de Futebol.

Uma ressonância realizada já na quarta-feira indiciou que um pequeno vaso atrás do joelho do jogador estourou por conta de uma pancada sofrida em um treino no CT palestrino. O clube justificou com o problema a ausência de Borja na viagem para Maceió, para encarar o CSA.

Nesta quinta-feira, porém, enquanto a imprensa pôde estar presente, o jogador participou normalmente das atividades, sem apresentar limitações. Quando questionado sobre a situação do colombiano no clube, Felipão se irritou.

O treinador também não gostou de perguntas sobre os pedidos da torcida de ver Alejandro Guerra em campo. Segundo o comandante, o atleta vem de uma lesão de 20 dias. Nesta quinta, ele foi mais um a trabalhar sem problemas no gramado.

Borja já completou mais de um mês sem jogar. Sua última partida aconteceu no dia 23 de março, contra o Novorizontino, na ida das quartas de final do Campeonato Paulista, em Novo Horizonte. Na ocasião, o camisa 9 desperdiçou duas chances claras de gol e foi substituído por Arthur Cabral, que em sua estreia pelo Alviverde, marcou o gol palestrino no empate por 1 a 1.

Miguel Borja tem 99 partidas pelo Palmeiras e já marcou 33 gols. Ele é o sexto estrangeiro que mais balançou as redes pelo clube, e se tornou o colombiano com mais tentos vestindo o manto verde branco, ultrapassando recentemente o compatriota Muñoz.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade