3 eventos ao vivo

Após três propostas recusadas, Palmeiras negocia a contratação do técnico argentino Gabriel Heinze

Diretoria alviverde tem tido mais dificuldades que o esperado para contratar um novo treinador fora do Brasil

26 out 2020
10h01
atualizado às 10h30
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Vanderlei Luxemburgo foi demitido no dia 14 de outubro e a diretoria do Palmeiras ainda não conseguiu acertar com um novo treinador. O clube teve três propostas recusadas e agora mira o plano D: o argentino Gabriel Heinze. Desempregado, o ex-técnico do Vélez Sarsfield é o mais cotado para assumir a equipe neste momento. Miguel Ángel Ramírez, Sebástian Beccacece e Ariel Holan foram tentados anteriormente e não deu certo.

A diretoria do Palmeiras pretendia anunciar um novo treinador no começo desta semana, mas já admite que pode demorar um pouco mais. Heinze está sem clube desde que deixou o Vélez em março, mas tem um histórico de ser duro nas negociações.

Ele está desempregado por ser cauteloso em acertar novos contratos de trabalho. Heinze é conhecido na Argentina por sua personalidade forte, já sabida nos tempos em que era jogador. Como zagueiro e lateral-esquerdo, defendeu grandes clubes da Europa, como Real Madrid, PSG, Roma e Manchester United. Ele disputou duas Copas do Mundo pela Argentina.

A confiança entre os palmeirenses por um acerto é grande nesse momento. O diretor de futebol, Anderson Barros, e o presidente do clube, Maurício Galiotte, mantêm a ideia de priorizar o acerto de um técnico estrangeiro. O mercado brasileiro só será olhado com mais atenção caso todas as oportunidades fora do País sejam encerradas.

Na semana passada, o Palmeiras encaminhou o acerto com Miguel Ángel Ramírez, mas o treinador espanhol informou que só poderia deixar o Independiente Del Valle após o término da Copa Libertadores. O time dele se classificou para as oitavas. O Palmeiras não quis esperar e foi atrás de Sebástian Beccacece, do Racing.

De acordo com o jornal argentino Clarín, a oferta era boa financeiramente, mesmo assim o treinador decidiu permanecer no clube. Beccacece ficou conhecido no Brasil em 2017, quando comandava o Defensa y Justicia, que eliminou o São Paulo na Sul-Americana.

O plano C foi Ariel Holan, da Universidad Católica, do Chile. O Palmeiras entrou em contato com o treinador, que se interessou pela oferta, mas avisou que só abriria negociações caso o clube chileno o liberasse do contrato. A Universidad descartou qualquer negociação e Holan decidiu ficar, mesmo com o Palmeiras disposto a pagar a multa rescisória para tirá-lo do time do Chile.

Assim, o alvo passou a ser Heinze. No fim de semana, o técnico Daniel Garnero deixou o Olímpia, do Paraguai, e seu nome também passou a ser especulado por torcedores, mas por enquanto não houve contato com o treinador, que também é argentino.

Enquanto isso, Andrey Lopes permanece como técnico interino. Ele faz parte da comissão técnica fixa do Palmeiras. Mesmo com o time voltando a vencer, não existe possibilidade de ele ser efetivado no cargo.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade