0

Apenas virada inédita em semifinal tiraria Palmeiras da decisão da Libertadores

Jamais na história da competição um time que abriu 3 a 0 no primeiro jogo como visitante permitiu o adversário virar o placar e ir à decisão

11 jan 2021
12h10
atualizado às 12h28
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O Palmeiras defende diante do River Plate, nesta terça-feira, uma vantagem que nunca foi revertida em semifinais de Copa Libertadores. Jamais na história da competição um time que abriu 3 a 0 no primeiro jogo como visitante nesta etapa do etorneio permitiu o adversário virar o placar na partida de volta e e ir à final. Apesar desse conforto, a equipe tem manifestado cautela e demonstrado seriedade.

Em toda a história da Libertadores, a situação cômoda vivida pelo Palmeiras é tão rara que somente uma vez nesses 60 anos de competição um time passou por contexto idêntico. A vantagem de ter feito 3 a 0 em uma semifinal no jogo de ida como visitante só foi obtida pelo Grêmio, em 2017. A equipe gaúcha bateu no Equador o Barcelona pelo mesmo placar e depois, em Porto Alegre, avançou à decisão mesmo com a derrota por 1 a 0. Na final, o time do técnico Renato Gaúcho bateu o Lanús para ser campeão.

Naquele mesmo ano, o River Plate enfrentou uma situação parecida ao confronto atual. A coincidência é justamente o placar. A equipe argentina perdeu também por 3 a 0 para o Jorge Wilstermann, da Bolívia. No entanto, a partida foi fora de casa e válida pelas quartas de final. Bastante pressionado, o time conseguiu uma reviravolta histórica na volta, em Buenos Aires, ao aplicar 8 a 0 no adversário.

Ciente da difícil situação atual, o River Plate mencionou na semana passada o tamanho do desafio. "Temos de ter uma noite épica", disse o técnico Marcelo Gallardo depois da derrota por 3 a 0 em Avellaneda. A equipe não poderá contar com um dos destaques, o atacante colombiano Jorge Carrascal, que foi expulso no jogo de ida após agredir Gabriel Menino no segundo tempo.

No Palmeiras o discurso é evitar a comemoração antes da hora, mesmo com a grande vantagem. "Continuaremos focados. Temos esta vantagem, mas, assim como nós fizemos três gols aqui, é possível o River fazer três lá. Temos de estar alertas e preparados para fazer outro grande jogo", disse o técnico Abel Ferreira.

Invicto nesta Libertadores, o Palmeiras confia também no retrospecto de ter a segunda melhor defesa do torneio. Foram somente quatro gols sofridos. Dentro de casa, a equipe tem 100% de aproveitamento pela competição continental e uma média de gols superior a quatro por partida. Em cinco compromissos, o time anotou 21 vezes.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade