PUBLICIDADE
Logo do

Palmeiras

Meu time

Abel reforça aposta na base e ironiza ao falar sobre orçamento alto

19 abr 2021
06h02 atualizado às 06h02
0comentários
06h02 atualizado às 06h02
Publicidade

No empate em 0 a 0 contra o Botafogo-SP, no domingo, pela sexta rodada do Campeonato Paulista, o Palmeiras entrou em campo com oito jogadores formados nas categorias de base do clube. Após a partida, Abel Ferreira fez questão de elogiar o desempenho dos garotos.

"Os meninos se comportaram bem, acho que jogaram bem, tentaram dar o melhor deles. Estão todos de parabéns, de fato querem aproveitar a oportunidade. O Garcia esteve muito bem, gostei de vê-lo como lateral-direito. O Fabinho mais uma vez entrou e mostrou que é um garoto com muito caráter e personalidade. O Esteves também, que é um jogador de corredor e jogou por dentro com o Fabinho. O Newton entrou, o Giovani estreou (como titular), o Papagaio (Rafael Elias) mais uma vez teve a oportunidade dele. Nosso lema agora, como eu já disse, é fazer o melhor com aquilo que temos. Os rapazes se comportaram muito bem", disse em entrevista coletiva.

Em tom irônico, Abel comentou sobre o orçamento alto do Verdão, afirmando que não sabe qual dos vários garotos do elenco recebe tanto. O técnico também reforçou a aposta alviverde na base do clube.

"Nós estamos trabalhando com 13 ou 15 jogadores em formação na equipe profissional, é só contá-los. Ainda vejo que o Palmeiras tem um dos maiores orçamentos, não sei se é o Patrick (de Paula) que ganha muito, se é o (Gabriel) Menino que ganha muito, o Garcia, o Renan ou o Vinicius. Nós temos 13 jogadores da base conosco, vocês sabem qual é o futuro do clube, é por aí que vamos continuar. Queiram ou não, essa é a identidade do clube", afirmou.

"Como disse, os garotos tem se comportado bem, temos dado oportunidades para todos. O Patrick e o Danilo, que tem jogado de forma frequente no meio-campo, não foram contratados, são jogadores criados por nós, que, em termos salariais, recebem muito pouco e entregam muito. É isso que nós queremos, e eles tem produzido. Foi uma aposta, não só de agora, mas do passado, que vai continuar. Temos que olhar para baixo, é onde vamos buscar reforços, na base", completou.

O Palmeiras volta a campo na quarta-feira, às 21 horas (de Brasília), para enfrentar o Universitario, do Peru, em Lima, pela primeira rodada da fase de grupos da Libertadores. No Paulistão, o Verdão é o terceiro colocado do Grupo C, com nove pontos conquistados após seis partidas disputadas.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade