PUBLICIDADE
Logo do

Palmeiras

Meu time

Abel pede calma com Dudu e destaca assistência de Deyverson: "Vale muito mais que um gol"

19 jul 2021 12h11
ver comentários
Publicidade

De volta ao Palmeiras, Dudu foi titular na vitória sobre o Atlético-GO, conquistada neste domingo, pelo Campeonato Brasileiro. Satisfeito com o resultado no Estádio Antônio Accioly, o técnico Abel Ferreira pediu calma com o atacante e colocou a postura de Deyverson como exemplo.

"Todos já perceberam que temos uma equipe muito competitiva. E, portanto, temos que ter calma com o Dudu, dar tempo. Ele também sabe que a concorrência pelas posições é forte. Eu sempre defendi isso. É minha filosofia desde que era jogador ter dois atletas por posição do mesmo nível", disse Abel.

Logo no começo da parida, Dudu cruzou da direita, a bola desviou em Willian Maranhão e quase encobriu o goleiro Fernando Miguel. Ainda sem ritmo de jogo, o atacante foi discreto e acabou substituído por Breno Lopes durante o segundo tempo.

"Ele está com uma disponibilidade mental de nos ajudar, de conquistar troféus coletivos, porque, individuais, já conquistou. É isso que queremos: que esteja sempre disponível para ajudar o grupo, como fez hoje. Vindo com esse espírito, é mais um que vai nos ajudar", disse Abel sobre Dudu.

Colocado no lugar de Willian, Deyverson foi um dos destaques da partida. No terceiro gol, o centroavante aproveitou passe curto de Oliveira para tomar a bola, avançou e, em vez de tentar a finalização, rolou para o companheiro Breno Lopes completar com o gol vazio.

"Se quisermos ver o espírito da equipe, basta olhar o passe do Deyverson. Poderia ter sido egoísta. Para mim, enquanto treinador, vale muito mais do que um gol. Vale o espírito coletivo, porque o futebol é coletivo e não individual, onde todos dependemos uns dos outros. O passe do Deyverson representa o espírito do time", definiu Abel.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade