PUBLICIDADE
Logo do

Palmeiras

Favoritar Time

Abel Ferreira destaca a força mental e o caráter do Palmeiras diante de rivais inferiores

Treinador aponta a concentração da equipe desde os primeiros minutos como essencial para construir vitórias contra adversários mais frágeis

27 jan 2022 08h55
| atualizado às 09h12
ver comentários
Publicidade

O técnico Abel Ferreira creditou a fácil vitória do Palmeiras sobre a Ponte Preta, por 3 a 0, no Allianz Parque, nesta quarta-feira à noite, à força mental do elenco para enfrentar adversários inferiores tecnicamente.

"Acima de tudo, nesse tipo de jogo, temos que assumir que somos melhores que o adversário. Temos que estar preparados, porque os adversários estarão sempre motivados. Vão querer ganhar do Palmeiras, custe o que custar. Nós somos fonte de motivação para os nossos adversários", disse o treinador português.

O técnico destacou a concentração e força da equipe desde os primeiros momentos da partida, não dando chance para a reação do rival. "Mais do que tudo, está o caráter da nossa equipe, porque sabem que são melhores. Com todo o respeito à Ponte Preta, nós somos melhores. Agora, se nós entrarmos no jogo à espera do que vai acontecer, tentando adormecer o adversário, podemos ser surpreendidos. Nisso, os jogadores foram muito fortes. Entraram muito agressivos, agudos, fluidos e dinâmicos, criando oportunidades. Gostei muito da forma como a equipe entrou com muito caráter e personalidade."

Abel aproveitou para elogiar o desempenho do meia Raphael Veiga, um dos destaques da partida. Para o treinador palmeirense, está no hora do atleta ter uma oportunidade na seleção brasileira. "Eu não sou treinador da seleção brasileira, respeito muito o trabalho do Tite. Que me desculpem todos os outros técnicos, mas fazia muito tempo que a seleção não tinha um treinador tão qualificado. Eu gosto de olhar para os números, e os números que ele tem são impressionantes. Portanto, o que o Veiga tem que fazer é respeitar a decisão do selecionador, apoiar a seleção e trabalhar diariamente com afinco, mostrar nos jogos que está preparado."

Ao destacar a linda assistência para o terceiro gol, marcado por Rony, Abel também aconselhou o que considera necessário mudar no estilo de atuar de Veiga para que ele possa ser chamado para a seleção. "Tenho certeza que, mais cedo ou mais tarde, o Tite vai convocá-lo. Agora, é só seguir focado nos treinos e nos jogos. Fazer o que fez hoje, um passe açucarado, que faz a diferença. É esse tipo de jogador que as melhores equipes do mundo querem ter em seus elencos. Tem que ser disciplinado sem a bola, como hoje, e é uma das coisas que sempre lhe falo. Se quiser chegar ao topo, tem que ser completo. Nós sabemos da qualidade dele com bola, é inegável. Nós queremos também um jogador disciplinado taticamente."

Com seis pontos e na liderança do Grupo C do Paulistão, após duas vitórias, o Palmeiras volta campo no sábado, às 16 horas, no ABC, para enfrentar o São Bernardo.

Estadão
Publicidade
Publicidade