PUBLICIDADE
Logo do

Palmeiras

Meu time

Abel Ferreira aprova atuação do Palmeiras e faz questionamentos ao VAR

20 out 2021 21h50
| atualizado às 23h50
ver comentários
Publicidade

Nesta quarta-feira, o Palmeiras derrotou o Ceará por 2 a 1, em jogo atrasado e válido pela 19ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Verdão voltou a vencer o Vozão fora de casa depois de 24 anos, e Abel Ferreira ficou satisfeito com o desempenho do time, comemorando o fato de nenhum jogador ter se lesionado.

"O Palmeiras ganhou aqui depois de 24 anos. Procurando jogar bem, ser equilibrado e não abdicar daquilo que meus jogadores sabem fazer, que é jogar futebol e não abdicar da bola, sempre que o adversário não é melhor, o que foi o caso. Ter coragem para arriscar, é isso que peço aos jogadores", disse Abel.

"Fico contente pelo jogo de hoje por duas razões. Primeiro, porque ganhamos. Segundo, porque não tivemos nenhuma lesão, é isso que mais me preocupa", completou.

Na sequência, Abel fez um protesto contra o gol anulado de Breno Lopes, na reta final da partida. O atacante recebeu de Gustavo Scarpa e marcou, porém a arbitragem anulou o tento por impedimento. O treinador fez questionamentos sobre o funcionamento do VAR.

"O gol, na minha opinião, é limpo. Eu gostaria de fazer duas perguntas para a televisão e para o VAR. Primeira: por que em determinados jogos há linhas e em outros não há? Gostaria de saber a resposta. A segunda, que gostaria de perguntar ao VAR: quando para a imagem, é depois da bola sair do pé do Scarpa ou no momento em que o Scarpa toca na bola? Gostaria que isso fosse esclarecido para todo mundo", pontuou o treinador.

Por fim, Abel voltou a reclamar do calendário brasileiro, que impede que o Palmeiras tenha jogadores de destaque por diversos jogos, já que servem diferentes seleções.

"Como é possível contratar bons jogadores, somos nós que pagamos os salários, e ter que ficar sem eles em metade do Brasileirão. Isso me deixa confuso. Não posso ficar sem meus melhores jogadores em metade das 38 rodadas. Há jogadores que influenciam a dinâmica coletiva da equipe. Quando estão, é uma coisa. Quando não estão, é outra. Só não percebe isso quem não quer ou é mal intencional", finalizou.

Com o resultado, o Palmeiras foi aos 46 pontos, na terceira posição, com a mesma pontuação do Flamengo, que tem três jogos a menos. Na próxima rodada, o time terá pela frente o Sport, na segunda-feira da semana que vem, às 21h30, no Allianz Parque.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade