PUBLICIDADE
Logo do

Palmeiras

Meu time

Abel diz estar orgulhoso de seus jogadores e evita comparação do Defensa com o São Paulo

18 mai 2021 22h23
| atualizado às 22h23
ver comentários
Publicidade

Nesta terça-feira, o Palmeiras foi derrotado por 4 a 3 pelo Defensa y Justicia, no Allianz Parque, e perdeu os 100% de aproveitamento que vinha construindo na Libertadores. Apesar do revés, Abel Ferreira fez questão de dizer que ficou orgulhoso da postura dos jogadores em campo. O Verdão entrou em campo com um time inteiramente reserva, com a exceção de Luan.

"O jogo muitas vezes tem o fator sorte, competência também. A verdade é que, na minha opinião, fizemos um jogo de qualidade ofensiva, criamos oportunidades. Estivemos sempre atrás do resultado, mas com qualidade no jogo. Tenho um orgulho tremendo dos meus jogadores e do que eles fizeram aqui hoje", analisou Abel.

"Trocamos toda equipe, fizemos três gols e ainda tivemos a possibilidade de fazer o quarto, nos pés do Lucas Lima. Infelizmente não fizemos, e depois o jogo é definido por detalhes. Se repararem, ficamos com um jogador a menos e, quando o adversário faz o 4 a 3 no último minuto, nós estávamos em clara superioridade numérica dentro da área", completou.

Na mesma resposta, Abel ainda finalizou: "Hoje, se tivesse que resumir a partida em duas frases, seria: 'orgulho tremendo da minha equipe' e 'muita felicidade do adversário'".

Abel também foi perguntado sobre uma equivalência entre o Defensa y Justicia e o São Paulo, adversário do Palmeiras na final do Campeonato Paulista. Afinal, Hernán Crespo foi o técnico do time argentino na última temporada.

"Com o seu treinador novo, essa equipe do Defensa tem uma forma de jogar com nuances diferentes em relação ao seu treinador antigo. São competições diferentes, uma coisa é o Paulista, outra é a Libertadores, cada jogo tem a sua história. Portanto, não há comparação possível. Não podemos comparar um Palmeiras contra o Defensa y Justicia com um Palmeiras contra o São Paulo, são coisas completamente distintas", pontuou o técnico.

Com o resultado, o Palmeiras estacionou nos 12 pontos. Na quinta-feira, o Alviverde faz a primeira final do Campeonato Paulista, contra o São Paulo, no Allianz Parque, às 22h. A última partida do time pela fase de grupos da Libertadores será contra o Universitario-PER, em casa, na quinta-feira da semana que vem, às 19h. Enquanto isso, o Defensa y Justicia chegou aos oito pontos, na segunda colocação.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade