0

Organizadores adiam evento de tênis feminino em Hong Kong devido a protestos

13 set 2019
14h36
  • separator
  • 0
  • comentários

Um renomado evento de tênis feminino em Hong Kong marcado para outubro foi adiado devido a protestos pró-democracia, anunciaram os organizadores nesta sexta-feira.

Manifestante usa raquete de tênis para rebater lata de gás lacrimogêneo lançada pela polícia durante protesto em Hong Kong
24/10/2019
REUTERS/Tyrone Siu
Manifestante usa raquete de tênis para rebater lata de gás lacrimogêneo lançada pela polícia durante protesto em Hong Kong 24/10/2019 REUTERS/Tyrone Siu
Foto: Reuters

A cidade enfrenta um quarto mês de protestos às vezes violentos desencadeados por um projeto de lei que teria aproximado a ex-colônia britânica ainda mais do sistema legal chinês. O projeto de lei foi retirado na semana passada, mas as manifestações continuam.

Os organizadores disseram estar conversando constantemente com a Associação de Tênis Feminino (WTA), a entidade que governa a modalidade, para identificar uma semana alternativa para sediar o evento.

"Em vista da situação presente, a Associação de Tênis de Hong Kong e a WTA estão anunciando um adiamento do Aberto de Tênis de Hong Kong de 2019. O evento não acontecerá mais entre 5 e 13 de outubro", disseram os organizadores em um comunicado.

Jogadoras que já tiveram posição destacada no ranking, como Venus Williams, Caroline Wozniacki e Angelique Kerber, participaram de edições anteriores do torneio, que é parte da série WTA International.

"O Aberto é o maior evento de nosso calendário anual e um dos eventos esportivos internacionais mais populares da cidade, atraindo milhares de torcedores locais e viajantes do exterior a cada ano".

"Entretanto, depois de longos debates com os principais envolvidos, concluímos que uma organização tranquila do torneio será mais certa em uma data posterior".

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade