PUBLICIDADE

Operação que descobriu golpe contra ex-Corinthians apura fraude no FGTS de mais jogadores

Paolo Guerrero teve uma quantia estimada em R$ 2,3 milhões sacados em uma fraude sofrida

30 mai 2024 - 18h49
(atualizado às 19h53)
Compartilhar
Exibir comentários
Foto: Reprodução/Fabian Realpe G

A mesma operação da Polícia Federal que descobriu golpe contra Paolo Guerrero, ex-jogador do Corinthians, conseguiu investigar mais jogadores de futebol que foram vítimas da quadrilha. O caso envolve desvios no FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço).

Paolo Guerrero teve uma quantia estimada em R$ 2,3 milhões sacados em uma fraude sofrida. Isso foi descoberto após sacar sua rescisão referente ao seu final de contrato em 2021, quando defendia o Internacional. Entretanto, descobriu que uma pessoa tinha sacado seis dias antes.

O valor, em questão, teria sido transferido para uma conta falsa do jogador e depois para outras duas pessoas. Segundo uma apuração da PF, esta quadrilha estaria em atuação há mais de dez anos. Os suspeitos que foram identificados teriam atuado contra outros atletas e seriam, inclusive, supostos ex-agentes.

Os golpes não teriam envolvimento de funcionários da Caixa Econômica Federal, mas sim acontecido após a checagem dos documentos não ter sido feita de forma adequada.

Dois suspeitos já foram identificados, tanto pelo golpe envolvendo Guerrero quanto outros atletas. Estes devem responder pelo crime de estelionato, uso de documento falso, falsificação e associação criminosa. A pena pode chegar a 20 anos de prisão.

Lance!
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade