0

Visando título Pernambucano, Luan acredita que Sport pode surpreender nos Aflitos

13 abr 2019
08h15
atualizado às 08h15
  • separator
  • comentários

Após um 2018 para esquecer, o Sport vem se reestruturando em 2019 e chegou à decisão do Campeonato Pernambucano com a melhor campanha do Estadual. Neste domingo, o Rubro-Negro começa a disputa da final contra o Náutico, jogando fora de casa, nos Aflitos.

Novo reforço do Leão da Ilha para a temporada, o atacante Luan contou à Gazeta Esportiva sobre os preparativos para a final, a expectativa da disputa nos Aflitos neste domingo e o trabalho de Guto Ferreira, recém-chegado no comando da equipe.

"Eu cheguei um pouquinho depois do início do ano e encontrei o time ainda se entrosando. Foi um pouco difícil no começo para conhecer os outros dentro de campo, mas a rapaziada é muito boa, todo mundo é amigo e isso facilita bastante", comentou o atacante, com passagens por Palmeiras, Cruzeiro e América-MG.

Fazendo companhia a Hernane, artilheiro do Pernambucano com nove gols, e Ezequiel, Luan participa do melhor ataque do Estadual, com 28 gols marcados em 11 partidas, média superior a 2,5 por jogo. Já entrosado ao sistema ofensivo, o atacante explicou o que está dando certo no ataque do Sport.

"Não tem vaidade, estamos procurando buscar o companheiro melhor colocado na área para passar a bola. O time está sendo muito bem montado", comentou. "O Guto quando chegou aqui me chamou de cara para conversar, perguntou como eu estava fisicamente e disse que faltava um jogador que segurasse a bola lá na frente. Como nosso time é muito rápido, com a característica de ir para cima, a bola estava batendo e voltando muito rápido e isso não estava dando equilíbrio à equipe", revelou o atacante.

Responsável por dar uma nova cara ao Sport, o experiente Guto Ferreira assumiu o clube após uma passagem relâmpago de Milton Cruz, que se demitiu em fevereiro após apenas sete jogos na beira do campo. Com o novo comandante, a equipe está invicta e tem uma estratégia para enfrentar o Náutico.

"A gente tem que saber marcar a equipe deles, que é muito leve, que procura atacar bastante, sair bastante em contra-ataques rápidos. Então se a gente souber matar essa jogada deles de contra-ataque, eu tenho certeza que nós conseguiremos surpreender", destrinchou Luan.

Desde 2012 sem jogar nos Aflitos, o Sport reencontra o rival com uma lembrança ruim do estádio. Na última partida realizada na casa do Alvi-Rubro, o Náutico venceu por 1 a 0 na última rodada do Campeonato Brasileiro e decretou o rebaixamento do Leão da Ilha para a série B.

Sem se intimidar com o estádio rival, Luan concluiu confiante: "a gente sabe que vai ser um caldeirão, a torcida deles vai inflamar bastante também. O time do Náutico é bom, então o caminho é manter a calma, entrar equilibrado que acredito que temos grande probabilidade de sair com uma vitória lá".

*especial para a Gazeta Esportiva

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • comentários
publicidade