0

Natação do País é 5ª em revezamento e fecha dia sem pódios no Mundial Paralímpico

Quarteto formado por Daniel Dias, Roberto Alcalde, Esthefany Rodrigues e Joana Neves melhorou o tempo das eliminatórias, mas não foi o suficiente para o pódio

11 set 2019
09h49
  • separator
  • 0
  • comentários

Potência da natação paralímpica, o Brasil viveu uma terça-feira decepcionante no Mundial Paralímpico da modalidade, em Londres. O País fechou o segundo dia de disputas da competição sem nenhuma medalha. A principal esperança de pódio estava depositada na equipe brasileira do revezamento 4x50m medley misto 20 pontos (soma da classificação funcional dos integrantes), que acabou terminando a final da prova na quinta colocação.

O quarteto formado por Daniel Dias (costas), Roberto Alcalde (peito), Esthefany Rodrigues (borboleta) e Joana Neves (livre) terminou com o tempo de 2min46s41, melhorando em quatro segundos a marca das eliminatórias, obtida horas mais cedo. Mesmo assim, os brasileiros ficaram atrás de outros quatro times: o chinês, ouro com 2min32s59 (novo recorde mundial), o italiano (2min40s92) e o ucraniano (2min41s20), que faturaram respectivamente a prata e bronze, e o russo, quarto colocado com 2min42s12.

Joana Neves, que nadou os 200m livre da classe S5 antes do revezamento, chegou a desmaiar após o grande esforço feito nesta final, mas passa bem. Na decisão da prova individual, ela terminou na sétima posição, com o tempo de 3min16s32. A campeã foi a britânica Tully Kearney (2min46s92). Antes disso, no primeiro dia do Mundial, a potiguar faturou uma medalha de bronze nos 50 metros livre.

No início da tarde desta terça-feira, outros nadadores brasileiros participaram de finais, mas nenhum deles conseguiu garantir lugar no pódio. Um deles foi Caio Oliveira, que ficou na oitava posição nos 100m costas da classe S8, com o tempo de 1min13s68. O ouro ficou com o norte-americano Robert Griswold (1min03s47).

"Participei desta prova mais para quebrar o gelo da competição, e eu queria ter nadado em 1min12. Vou voltar a treinar amanhã (quarta-feira) os 400m livre, que é minha principal prova e disputarei na quinta-feira", disse o atleta carioca, que tem o quinto melhor tempo do mundo nesta temporada nos 400m livre de sua classe.

Já o catarinense Talisson Glock terminou em quinto lugar a final dos 100m livre da classe S6, com o tempo de 1min08s52, inferior à marca que ele conseguiu nas eliminatórias, de 1min08s35, que significou a sua melhor performance da vida na prova. O ouro foi obtido pelo colombiano Nelson Crispin, com 1min04s91.

"Gostei da prova, não é minha especialidade, nadei contra os melhores. Já tinha feito meu melhor no Parapan, depois melhorei hoje pela manhã, achei que poderia nadar para 1min07s, mas no final pegou muito (o cansaço), a prova foi muito forte, e a galera que foi para o pódio fechou em 1min04s", analisou Talisson.

Na versão feminina desta mesma prova, a brasileira Laila Suzigan ficou com a sexta colocação ao fechar a final em 1min18s14, quase dois segundos a menos do que o tempo cravado nas eliminatórias. A campeã foi a chinesa Yuyan Jiang (1min12s53).

"De manhã foi tenso, estou feliz porque baixei meu tempo, poderia ter baixado mais, estou aliviada, parece que tirei um peso das costas. É muito difícil manter a cabeça focada em um objetivo com esse tanto tempo fora de casa, mas está dando tudo certo", disse a atleta, que ganhou sete medalhas, sendo duas delas de ouro, nos Jogos Parapan-Americanos de Lima, encerrados no início deste mês.

Após dois dias de competição, o Brasil ocupa o oitavo lugar no quadro geral de medalhas, com dois ouros, duas pratas e um bronze. Todos estes pódios foram obtidos na segunda-feira, quando o astro paralímpico Daniel Dias se destacou ao ganhar a prova dos 50m livre classe S5 com o melhor tempo de sua vida: 31s83.

A Itália lidera a competição, com sete ouros entre as suas 17 medalhas, seguida da Grã-Bretanha e da Rússia, ambas com seis ouros cada. Nesta quarta-feira, brasileiros buscam medalhas a partir das 6 horas (de Brasília) na capital inglesa.

Confira a programação dos brasileiros que participam de eliminatórias nesta quarta:

6h06 - Gabriel Cristiano (S8): 100m borboleta

6h13 - Cecilia Araújo (S8): 100m borboleta

6h21 - Talisson Glock (S6): 200m medley

6h21 - Roberto Alcalde (SM6): 200m medley

6h53 - Beatriz Carneiro e Débora Carneiro (SB14): 100m peito

7h09 - Susana Schnarndorf (SM4): 150m medley

7h29 - Lucilene Sousa e Maria Carolina Santiago (S12): 50m livre

7h31 - Guilherme Silva e Carlos Farrenberg (S13): 100m livre

8h44 - Revezamento misto 4x50m livre 20 pontos

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade