PUBLICIDADE

Yamaha renova contrato por cinco anos e garante presença na MotoGP até 2026

Na temporada em que marca o 60º ano no Mundial, a casa de Iwata se compromete por mais cinco temporadas com a Dorna, promotora da categoria

15 fev 2021 10h14
ver comentários
Publicidade
MotoGP 2020 Portugal Portimão Sexta Yamaha Maverick Viñales
MotoGP 2020 Portugal Portimão Sexta Yamaha Maverick Viñales
Foto: Grande Prêmio

A Yamaha está garantida no grid da MotoGP até a temporada 2026. Nesta segunda-feira (15), a equipe anunciou a renovação de contrato da Dorna, promotora do Mundial de Motovelocidade, por mais cinco anos e com início em 2022.

Neste ano, a casa de Iwata completa 60 anos de competições, ingressando no Mundial em 1961. Desde então, já conquistou 17 títulos na classe rainha, com o primeiro vindo pelas mãos de Giacomo Agostini em 1975. O último veio com Jorge Lorenzo na polêmica temporada de 2015.

Ainda, durante sua jornada, já foram 511 vitórias, 38 canecos entre os pilotos, 37 títulos entre construtores e cinco tríplice coroas - quando, no mesmo ano, é campeã entre pilotos, fábricas e equipes.

"Em termos de compromisso com a MotoGP, Yamaha está comemorando seu 60º ano em competições. Estamos no jogo desde 1961, o que é cinco ou seis anos após a companhia ter sido fundada", disse o dirigente durante o lançamento da M1 para 2021.

A Yamaha fica na MotoGP até, no mínimo, 2026
A Yamaha fica na MotoGP até, no mínimo, 2026
Foto: Yamaha / Grande Prêmio

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! .

Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

"Definitivamente estamos comprometidos com a MotoGP. A Yamaha assinou um acordo com a Dorna que começa em 2022 e termina em 2026. Estou muito feliz por isso e é um sinal de nossa intenção", completou Jarvis.

No comunicado oficial, Toyoshi Nishida, chefe-executivo da marca, afirmou que "primeiro de tudo, gostaria de usar a oportunidade de expressar minha gratidão a Carmelo Ezpeleta e a Dorna, assim como todas as pessoas da Yamaha que tornaram possível nosso sucesso atingir o maior nível possível."

"Na Yamaha, temos muito orgulho de competir nas motos. Estamos muito satisfeitos que podemos confirmar a renovação do contrato por mais cinco anos no início de uma importante temporada para a companhia. A Yamaha começou a competir no Mundial em 1961. Sessenta anos depois, a paixão e vontade pelo desafio seguem inalteradas", continuou.

"A MotoGP faz grande parte do DNA da Yamaha. A tecnologia da classe rainha vai seguir o caminho para as motos de rua. Ao mesmo tempo, acho que cinco anos de compromisso com a Dorna e as outras fábricas do grid vai ser muito importante para o futuro. Queremos manter tudo animador enquanto tornamos mais sustentável e interessante para o público. Agradeço os fãs da Yamaha pelo apoio e estamos ansiosos para trazer ainda mais memórias no futuro", completou.

Carmelo Ezpeleta, chefe-executivo da Dorna, também comemorou a renovação.  "Primeiro de tudo, gostaria de agradecer Nishida e todos os membros da Yamaha pela colaboração a longo prazo durante todos esses anos. Na Dorna, estamos felizes em ser parte dessa parceria e estender nosso acordo com a Yamaha", afirmou.

"Estamos ansiosos para testemunhar esse novo icônico capítulo da fábrica japonesa e celebrar seu 60º aniversário no cenário do esporte, uma fábrica que sempre mostrou grande comprometimento com a MotoGP e que o futuro separa animadores desafios que compartilharemos juntos nos próximos anos", concluiu.

KTM, Ducati e Honda são outras montadoras que já renovaram seus acordos por mais cinco anos na categoria. É esperado que Suzuki e Aprilia também se comprometam em breve. Entre os times independentes, LCR e Gresini já firmaram acordos.

Grande Prêmio
Publicidade
Publicidade