PUBLICIDADE

Viñales vence disputa com Quartararo e é pole em Assen. Marc Márquez é 20º

Maverick Viñales teve uma mudança de sorte na última semana. De 21º no grid na Alemanha para a pole-position na Holanda. O espanhol superou o companheiro Fabio Quartararo em Assen e reagiu na MotoGP. Francesco Bagnaia fecha a primeira fila do grid

26 jun 2021 09h56
| atualizado às 10h44
ver comentários
Publicidade
Maverick Viñales fez a pole para o GP da Holanda
Maverick Viñales fez a pole para o GP da Holanda
Foto: Yamaha / Grande Prêmio

Há uma semana, Maverick Viñales ocupava a última fila do grid em Sachsenring, para o GP da Alemanha. Hoje, o espanhol mostrou novamente as credenciais que o fizeram liderar todas as sessões e conseguiu uma grande volta para marcar a pole-position do GP da Holanda, em Assen, com 1min31s814 — o novo recorde da pista.

Fabio Quartararo bem que tentou, mas não conseguiu superar o companheiro de equipe. O líder do campeonato ficou 0s071 atrás de Viñales e larga em segundo, com Francesco Bagnaia fechando a primeira fila do grid.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.

Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

Maverick Viñales colocou a Yamaha na ponta em Assen
Maverick Viñales colocou a Yamaha na ponta em Assen
Foto: Yamaha / Grande Prêmio

WEB STORIES

Takaaki Nakagami também andou bem e ficou com o quarto lugar, seguido por Johann Zarco, Miguel Oliveira, Álex Rins, Jack Miller, Aleix Espargaró e Joan Mir completando o top-10. Pol Espargaró e Valentino Rossi também participaram do Q2 em Assen.

Marc Márquez, depois da primeira vitória na temporada, não teve a mesma sorte na Holanda. O espanhol da Honda enfrentou diversas dificuldades e não passou da 20ª colocação, na última fila do grid.

A largada do GP da Holanda, nona etapa da MotoGP, está marcada para 9h (de Brasília) de domingo. Acompanhe a cobertura do GRANDE PRÊMIO sobre o Mundial de Motovelocidade.

Quartararo liderar 1-2 da Yamaha com Viñales no TL4

Apesar do céu bastante nublado, a última sessão livre em Drenthe começou com pista seca. A temperatura era de 26°C, com o asfalto chegando a 35°C. A umidade do ar estava em 54%, com o vento soprando a 2 km/h.

Francesco Bagnaia começou o TL4 na ponta da tabela, 0s330 melhor que Miguel Oliveira, mas logo deu lugar a Quartararo. O francês ainda melhorou no giro seguinte para chegar em 1min33s310 e abrir 0s591 de margem para Álex Rins, que saltou para segundo. Marc Márquez, Joan Mir e Valentino Rossi formavam o top-5.

Quartararo conseguiu melhorar mais uma vez, chegando a 1min33s227, 0s394 melhor que Rins. Viñales avançou para terceiro, seguido por Francesco Bagnaia e Joan Mir.

O líder do Mundial foi engatando uma volta rápida atrás da outra, chegando em 1min32s194 o sétimo giro, 0s391 melhor que Marc Márquez, o segundo colocado. Rins era o terceiro.

Ainda em meados da sessão, Lorenzo Savadori caiu em Assen, mas escapou de lesões mais sérias.

Usando um pneu duro na traseira da GSX-RR, Rins melhorou para 1min33s134 e permaneceu em segundo, mas baixou para 0s220 a vantagem de Fabio. Bagnaia era o terceiro, seguido por Marc Márquez, Aleix Espargaró e Joan Mir. Maverick vinha em nono.

De volta à pista com um par de pneus médios, Viñales baixou para 1min33s181 e subiu para terceiro, 0s360 atrás de Quartararo, também tinha acabado de melhorar, mesmo usando um pneu duro na roda traseira da YZR-M1.

Na sequência, foi a vez de Miguel Oliveira subir alguns degraus na tabela. O português assumiu o segundo posto ao registrar 1min32s945, 0s240 atrás de Fabio. Joan Mir também melhorou e se instalou em terceiro. Mais atrás, Valentino Rossi apareceu em nono.

Como fez ao longo de toda a sessão, Quartararo foi sendo mais e mais rápido e alcançou 1min32s513, 0s403 melhor que Viñales, que passou Oliveira para ser segundo. Mir, Rins, Marc Márquez, Aleix Espargaró, Johann Zarco, Bagnaia e Nakagami formavam o top-10.

Já com o cronômetro travado, Pol Espargaró pulou para oitavo, 0s742 atrás do ponteiro. Em seguida, Nakagami avançou para sexto.

Zarco e Bagnaia vão ao Q2. Marc Márquez cai e larga em 20º

A primeira fase da classificação começou com pista seca, apesar das nuvens no céu de Drenthe. Com 1min32s761, Bagnaia abriu o Q1 na ponta da tabela, 0s770 melhor que Lorenzo Savadori, o segundo colocado.

O italiano da Ducati melhorou no giro seguinte, chegando a 1min32s657, o que lhe permitiu abrir 0s418 de margem para Jorge Martín, o segundo colocado. Iker Lecuona vinha em terceiro, 0s139 abaixo da linha de corte para o Q2. Marc Márquez era só quinto.

Lecuona conseguiu baixar o tempo, mas não o bastante para avançar de posição. 0s211 mais lento que o companheiro de Tech3, Danilo Petrucci assumiu a quarta colocação.

Depois de uma rodada de pit-stops, os pilotos voltaram à pista para o ataque final. Lecuona, então, foi a 1min32s724 e saltou para o segundo posto, 0s067 atrás de Francesco.

Com 38s para o fim da sessão, Márquez caiu na curva 9 e encerrou a sessão mais cedo. O espanhol tinha o décimo tempo, 0s820 atrás do líder Bagnaia.

A reta final da sessão ficou marcada por outro daqueles momentos no estilo Moto3, com Álex e Marc Márquez e Lecuona tentando seguir Zarco, o que acabou por irritar o francês.

Ainda assim, já com o cronômetro travado, Zarco foi a 1min32s541 e assumiu a liderança, 0s116 melhor que Bagnaia. Assim, Lecuona foi derrubado para o terceiro posto, 0s067 abaixo da linha de corte.

Desta forma, Zarco e Bagnaia vão ao Q2, enquanto Lecuona larga em 13º, seguido por Jorge Martín, Lorenzo Savadori, Álex Márquez, Luca Marini, Danilo Petrucci e Enea Bastianini. Marc Márquez vai largar em 20º, escoltado por Brad Binder e Garrett Gerloff.

Marc Márquez caiu nos instantes finais do Q1
Marc Márquez caiu nos instantes finais do Q1
Foto: Grande Prêmio

Viñales vence disputa com Quartararo pela pole

A fase decisiva da classificação da MotoGP em Assen começou com a pole provisória nas mãos de Quartararo, que fez 1min32s336 e abriu 0s077 de frente para Viñales, o segundo colocado.

Zarco, então, assumiu o terceiro posto, à frente de Nakagami, Aleix Espargaró e Oliveira. Com uma volta a menos que os rivais, Fabio deu outro passo à frente, entrando na casa de 1min31s para abrir 0s491 de vantagem para Maverick. A marca do francês de Nice superava o recorde de Assen, estabelecido por ele mesmo em 2019, em 0s095.

Depois de uma passada pelos boxes, Aleix ultrapassou Pol por 0s164 para ocupar a sexta colocação. Na sequência, Rossi subiu para décimo, 0s997 atrás de Quartararo. Viñales vinha em volta rápida, mas deu uma bela balançada na curva 9.

Maverick insistiu mais um pouco, foi a 1min31s814 e assumiu a ponta com 0s108 de vantagem. Bagnaia superou Zarco por 0s036 para ser terceiro.

Com poucos segundos para a bandeirada, Oliveira saltou para terceiro, mas foi superado de imediato por Nakagami, que virou 0s136 melhor.

Já com o relógio travado, Quartararo errou quando vinha mais rápido e não conseguiu bater Maverick, que ficou com a pole. Bagnaia, porém, melhorou e garantiu a última vaga da terceira fila.

Grande Prêmio
Publicidade
Publicidade