PUBLICIDADE

Viñales se aproxima de ruptura com Yamaha e acordo com Aprilia para temporada 2022

De acordo com o jornal espanhol As, o relacionamento entre Maverick Viñales e Yamaha está próximo do fim. Após insatisfeitas declarações de ambos os lados, o piloto espanhol decidiu mudar de equipe e está próximo de acertar com a Aprilia

27 jun 2021 07h08
| atualizado às 08h53
ver comentários
Publicidade
Maverick Viñales
Maverick Viñales
Foto: Yamaha / Grande Prêmio

A crise na garagem da Yamaha parece levar para uma inesperada e precipitada ruptura entre a marca japonesa e Maverick Viñales. O jornal As informa que o piloto espanhol está de saída e já acertado com a Aprilia para ocupar uma das vagas na equipe italiana, ao lado de Aleix Espargaró, já em 2022. O problema é que, neste caso, seria necessária uma rescisão do contrato em vigência.

A situação entre Yamaha e Viñales vive altos e baixos desde o início, mas chegou a um ponto de ruptura no último fim de semana, após o GP da Alemanha. Maverick largou em 21º lugar e foi o último a receber a bandeira quadriculada. Para piorar, viu o companheiro Fabio Quartararo largar na primeira fila e terminar novamente no pódio, mantendo a liderança da MotoGP. Com isso, perdeu a paciência e foi para o ataque contra a própria equipe.

"Cada piloto tem que levar seu estilo. Não pode ser que leve dois anos usando o estilo de meu rival. Cada piloto tem o seu e todo dia estão me ensinando a piloto. Tenho que ter paciência. Não quero usar o acerto do Fabio porque não piloto como ele e não funciona. Quero que façam uma moto para mim, não usando o acerto dos outros constantemente", esbravejou após a etapa no Sachsenring.

Maverick Viñales fez a pole em Assen, mas segue insatisfeito na Yamaha
Maverick Viñales fez a pole em Assen, mas segue insatisfeito na Yamaha
Foto: Yamaha / Grande Prêmio

WEB STORIES

"Não estou aqui para coletar dados, nem para ser piloto de testes. Isso já começar a parecer uma falta de respeito. Com o acerto de outro, não creio que possa vencer. Desde Portugal que estou só pegando informações", completou Viñales.

Outro ponto que gerou desconforto foi a mudança do engenheiro Esteban García por Silvano Galbusera, ex-parceiro de Valentino Rossi, às vésperas do GP da Catalunha. Na época, de modo bem educado, Viñales falou que a mudança era dolorosa, mas agradeceu a Yamaha pelo empenho em extrair o máximo dele.

Agora, de acordo com a publicação espanhola, Maverick está saindo da Yamaha. A insatisfação mútua parece ser um dos motivos para que o acordo seja desfeito, mas de forma amigável. O jornal afirma que o piloto buscou um espaço em outras equipes, mas encontrou portas fechadas, e que acertou com a Aprilia para correr com Aleix Espargaró, com quem dividiu garagem na Suzuki entre 2015 e 2016.

Maverick Viñales venceu a abertura desta temporada
Maverick Viñales venceu a abertura desta temporada
Foto: Yamaha / Grande Prêmio

Mais cedo neste domingo (27), antes da corrida na Holanda, Lin Jarvis dirigente da Yamaha não quis comentar o assunto. Já Massimo Rivola, da Aprilia, afirmou ao DAZN Espanha que não houve contato entre as duas partes e que, primeiro, é preciso ver a situação contratual do piloto antes de qualquer definição.

Vale lembrar que Viñales fez, de maneira surpreendente, a pole em Assen para a corrida deste fim de semana. Apesar de vencer a primeira etapa da MotoGP em 2021, Viñales ocupa apenas a sexta posição do campeonato, com 75 pontos. Depois da abertura do certame, o espanhol não retornou mais ao pódio nesta temporada.

Satisfeita com Quartararo, a Yamaha não parece muito preocupada com a mudança do outro contratado, pois salvaria uma boa parte do orçamento. Franco Morbidelli, com isso, será promovido para a equipe de fábrica, e a SRT fica com duas vagas abertas para 2022. Os principais candidatos são Xavi Vierge, Jake Dixon e Joe Roberts, da Moto2. O turco Toprak Razgatlioglu também é um dos cotados.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.

Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

Grande Prêmio
Publicidade
Publicidade