PUBLICIDADE

Viñales lidera TL2 afetado pela chuva. Marc Márquez sofre queda forte na Holanda

Assim como fez pela manhã, o piloto da Yamaha assegurou o melhor tempo no segundo treino da MotoGP em Assen. Miguel Oliveira e Fabio Quartararo completaram o top-3 de uma sessão que foi esvaziada pela chuva. O hexacampeão da classe rainha, por outro lado, fechou o TL2 dolorido depois de um forte tombo

25 jun 2021 10h02
| atualizado às 10h23
ver comentários
Publicidade
Maverick Viñales repetiu a liderança desta manhã
Maverick Viñales repetiu a liderança desta manhã
Foto: Yamaha / Grande Prêmio

Maverick Viñales manteve a Yamaha na frente na Holanda em um segundo treino livre marcado pela chuva e por um forte tombo de Marc Márquez na tarde desta sexta-feira (25), em Assen.

Antes de a chuva esvaziar o segundo treino, o hexacampeão da MotoGP foi ejetado da Honda na curva 10 e sofreu fortes impactos por todo o corpo. Marc, porém, não passou pelo centro médico e seguiu direto para os boxes da Honda. Por enquanto, não existem muitas informações sobre o estado do piloto, mas é seguro dizer que o espanhol certamente está dolorido.

WEB STORIES

Maverick Viñales ditou o ritmo nesta tarde
Maverick Viñales ditou o ritmo nesta tarde
Foto: Yamaha / Grande Prêmio

Viñales, por outro lado, estabeleceu em 1min33s241 a melhor marca desta tarde, 0s159 melhor que Miguel Oliveira, o segundo colocado. Fabio Quartararo garantiu o terceiro posto, 0s250 atrás do companheiro de Yamaha.

Apesar da queda, Márquez acabou na quarta colocação, seguido por Joan Mir, Johann Zarco, Álex Rins, Jack Miller, Aleix e Pol Espargaró, que completaram um top-10 coberto por 0s855.

Parte da sessão, porém, ficou com a pista vazia por conta da chuva, com os pilotos retornando para os pouco mais de 12 minutos finais, já com pneus feitos para a ocasião, mas sem conseguir melhoras de tempo.

A largada do GP da Holanda, nona etapa da MotoGP, está marcada para 9h (de Brasília) de domingo. Acompanhe a cobertura do GRANDE PRÊMIO sobre o Mundial de Motovelocidade.

Saiba como foi o treino livre 2 da MotoGP em Assen:

O tempo virou e o segundo treino da MotoGP em Assen começou com chuva fina. A temperatura em Drenthe era de 21°C, com o asfalto chegando a 27°C. A velocidade do vento era de 5 km/h.

Apesar das condições menos favoráveis, os pilotos não tardaram a entrar na pista, mas deixaram os boxes com pneus slicks, já que o asfalto ainda não estava tão molhado. Danilo Petrucci assumiu a liderança ainda no início da sessão, mas logo deu lugar a Fabio Quartararo. Johann Zarco, Miguel Oliveira, Maverick Viñales, Jack Miller e Aleix Espargaró também melhoraram para se colocar entre os dois.

Fabio, aliás, melhorou ainda mais, chegando a 1min33s491, 0s369 melhor que Zarco. Marc Márquez logo avançou para segundo, cortando para 0s069 a vantagem do francês, mas caiu para terceiro de imediato, já que Oliveira tomou a liderança ao registrar 1min33s400.

Líder desta manhã, Viñales cravou 1min33s241 na quinta volta nesta tarde e tomou conta da liderança.

Pouco depois, Marc Márquez sofreu a maior queda desde que voltou de lesão. O espanhol foi ejetado da moto na Mandeveen, a curva 10 de Assen. Além de um forte impacto ao pousar no asfalto, o irmão de Álex também fez uma sequência dolorosa de rolamentos pela brita. O espanhol precisou de alguns instantes, mas levantou e deixou a pista caminhando, acompanhado pelos médicos.

Logo em seguida, a De Strubben viu um tombo menor de Pol Espargaró, que conseguiu voltar de imediato para a pista após um escorregão na curva 5.

A pista esvaziou pouco depois, já que a chuva tinha voltado a apertar. Viñales tinha o comando com 0s159 de margem para Oliveira. Quartararo era o terceiro, seguido por Marc Márquez, Mir, Zarco, Aleix Espargaró, Rins, Miller e Pol Espargaró.

Enquanto isso, Marc voltou aos boxes da Honda e sentou, sendo rapidamente cercado por todos os membros da equipe. O piloto da moto #93 está testando um novo chassi neste fim de semana.

Marc Márquez foi direto aos boxes da Honda
Marc Márquez foi direto aos boxes da Honda
Foto: Repsol / Grande Prêmio

Com pouco mais de 12 minutos para o fim da sessão, Álex Rins quebrou o silêncio e entrou na pista com dois pneus macios de chuva. Pouco depois, Jorge Martín fez o mesmo, assim como Álex Márquez, Lorenzo Savadori, Iker Lecuona e Viñales.

Aos poucos, mais e mais pilotos foram entrando na pista, mas os tempos não eram próximos aos que tinham sido registrados anteriormente.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.

Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

MotoGP 2021, GP da Holanda, Assen, Treino livre 2:

1 M VIÑALES Yamaha 1:33.241  
2 M OLIVEIRA KTM 1:33.400 +0.159
3 F QUARTARARO Yamaha 1:33.491 +0.250
4 M MÁRQUEZ Honda 1:33.560 +0.319
5 J MIR Suzuki 1:33.701 +0.460
6 J ZARCO Pramac Ducati 1:33.708 +0.467
7 Á RINS Suzuki 1:33.960 +0.719
8 J MILLER Ducati 1:34.066 +0.825
9 A ESPARGARÓ Aprilia Gresini 1:34.081 +0.840
10 P ESPARGARÓ Honda 1:34.096 +0.855
11 D PETRUCCI Tech3 KTM 1:34.134 +0.893
12 J MARTÍN Pramac Ducati 1:34.339 +1.098
13 A MÁRQUEZ LCR Honda 1:34.358 +1.117
14 L SAVADORI Aprilia Gresini 1:34.461 +1.220
15 I LECUONA Tech3 KTM 1:34.539 +1.298
16 E BASTIANINI Avintia Ducati 1:34.658 +1.417
17 B BINDER KTM 1:34.766 +1.525
18 V ROSSI SRT Yamaha 1:34.777 +1.536
19 F BAGNAIA Ducati 1:34.832 +1.591
20 T NAKAGAMI LCR Honda 1:35.726 +2.485
21 G GERLOFF SRT Yamaha 1:35.744 +2.503
22 L MARINI Avintia VR46 Ducati 1:36.216 +2.975
Grande Prêmio
Publicidade
Publicidade