PUBLICIDADE

Suzuki surpreende e anuncia saída da MotoGP ao fim da temporada 2022

A casa de Hamamatsu pegou funcionários e pilotos de surpresa nesta segunda-feira (2) ao comunicá-los que vai deixar o Mundial no fim da atual temporada. A fábrica japonesa tinha renovado o contrato com a Dorna, promotora do campeonato, até 2026 no início do ano passado

2 mai 2022 13h55
| atualizado às 15h16
ver comentários
Publicidade
Joan Mir foi campeão com a Suzuki em 2020
Joan Mir foi campeão com a Suzuki em 2020
Foto: Suzuki / Grande Prêmio

CAMPEÃO X VETERANO: QUEM DEVE ORIENTAR EVOLUÇÃO DA YAMAHA NA MOTOGP?

A Suzuki detonou uma bomba no paddock de Jerez de la Frontera nesta segunda-feira (2). Um dia após o GP da Espanha, a fábrica de Hamamatsu aproveitou o teste coletivo para reunir pilotos e funcionários e comunicar a decisão de deixar a MotoGP ao fim da temporada 2022.

Campeã com Joan Mir em 2020, a fábrica japonesa tinha renovado o acordo com a Dorna, promotora do campeonato até a temporada 2026, no início do ano passado. De acordo com o site britânico The Race, a decisão foi tomada pela companhia no Japão e não teve nenhum envolvimento da equipe de corrida, que contratou Livio Suppo no início do ano para comandar os trabalhos.

CLASSIFICAÇÃO DA MOTOGP

Álex Rins vem sendo um dos protagonistas de 2022 (Foto: Suzuki)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

A saída do Mundial ainda não foi anunciada oficialmente, mas já foi confirmada por diferentes veículos da imprensa internacional. O site espanhol Motorsport foi o primeiro a noticiar, seguido pelo britânico Autosport. A informação foi confirmada também por fontes da Suzuki ao site The Race. O anúncio da fábrica japonesa é aguardado para as próximas horas ou até na manhã de terça-feira.

Saídas intempestivas, aliás, parecem ser um hábito na Suzuki. Em 2011, por conta dos impactos da crise econômica da época, os japoneses anunciaram o fim da primeira passagem pela MotoGP depois até de contratar pilotos para o ano seguinte. Desta vez, o cenário é diferente.

Dona de um dos menores orçamentos do Mundial, a Suzuki ainda não tinha renovado os contratos de Joan Mir e Álex Rins, mas Suppo vinha falando abertamente sobre a possibilidade de manter os dois pilotos com a equipe.

Agora, Mir e Rins ficam a pé para 2023. Restam, entretanto, muitas vagas ainda em aberto, já que poucos pilotos tiveram os contratos renovados, como é o caso de Francesco Bagnaia na Ducati, Marc Márquez na Honda, Franco Morbidelli na Yamaha e Brad Binder na KTM.

Além de dar tempo aos pilotos para buscarem uma nova vaga, o anúncio antecipado também vai facilitar a realocação de todos os profissionais que ficarão sem emprego com a saída da Suzuki do campeonato.

Segundo o site italiano GPOne, o presidente da Suzuki, Hiroshi Tsuda, gostaria de permanecer na MotoGP, mas foi voto vencido no conselho administrativo por conta do impacto econômico da pandemia de Covid-19 e também da guerra entre Rússia e Ucrânia.

Recém-empossado no cargo de chefe da equipe, Suppo ficou em silêncio nesta segunda-feira ao ser questionado sobre a notícia da saída do Mundial.

"Sem comentários. Espero que vocês entendam a minha situação. Tenha uma boa noite", disse ao site italiano o dirigente, que saiu da aposentadoria para assumir o comando da equipe no início deste campeonato.

Após a última retirada, a Suzuki retornou à MotoGP em 2015, período em que conquistou cinco vitórias, uma pole, 36 pódios e um título. Neste período, a marca foi liderada principalmente por Davide Brivio, que partiu para a Fórmula 1 para trabalhar com a Alpine após a temporada 2020.

Por enquanto, a Dorna também não se manifestou.

A MotoGP volta às pistas no próximo dia 15 de maio para o GP da França, em Le Mans, sétima etapa da temporada 2022. O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades do Mundial de Motovelocidade 2022.

EUROPA X JAPÃO NA MOTOGP: CHEGOU A HORA DA REAÇÃO DAS GIGANTES YAMAHA, HONDA E SUZUKI?

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.
Grande Prêmio
Publicidade
Publicidade