PUBLICIDADE

Suzuki culpa Nakagami e contesta comissários: "Inaceitável considerar acidente de corrida"

Livio Suppo revelou que apresentou um protesto aos comissários, que avaliaram as imagens e consideraram que o incidente na curva 1 do GP da Catalunha foi um incidente de corrida. Dirigente avaliou que o piloto da LCR cometeu um erro "realmente grande"

5 jun 2022 - 14h05
(atualizado às 14h11)
Ver comentários
A lambança de Takaaki Nakagami ainda nos primeiros metros do GP da Catalunha
A lambança de Takaaki Nakagami ainda nos primeiros metros do GP da Catalunha
Foto: Michelin / Grande Prêmio

Chefe da Suzuki, Livio Suppo não engoliu a decisão da direção de prova da MotoGP de rotular a ação de Takaaki Nakagami na primeira curva do GP da Catalunha como um acidente de corrida. Na visão do dirigente, a manobra do piloto da LCR foi errada e deveria ser punida.

12º no grid, Nakagami começou a corrida acelerado e atrasou a freada para tentar assumir a sexta colocação ainda nos primeiros metros. A direção da RC213V, porém, travou, provocando a queda do japonês, que caiu, tocou a roda de Francesco Bagnaia, derrubando o italiano. Para piorar, o titular da LCR ainda coletou Álex Rins, que sofreu uma fortíssima queda.

CLASSIFICAÇÃO DA MOTOGP

Comissários não puniram Nakagami por causar quedas de Bagnaia e Rins
Comissários não puniram Nakagami por causar quedas de Bagnaia e Rins
Foto: MotoGP / Grande Prêmio

WEB STORY

Takaaki chegou a ser levado ao hospital local para passar por exames, já que sofreu um forte impacto na cabeça, mas os primeiros exames não detectaram lesões maiores.

Álex Rins, que na semana passada, no GP da Itália, já tinha criticado uma manobra de Nakagami, voltou a cobrar punição ao japonês e acusou a direção de prova de "não estar no nível da MotoGP". Desta vez, o piloto espanhol teve o apoio de Suppo, que cobrou explicações dos comissários.

"Enviamos um protesto aos comissários", disse Suppo. "Eles verificaram o incidente e, para eles, foi um incidente de corrida. Para mim, não é aceitável considerar algo assim como um acidente de corrida", seguiu.

"Acho que tanto Álex quanto Pecco merecem sabem qual foi a magnitude do erro que ele cometeu. Está claro que foi um erro. É muito comprovar os dados da posição de um piloto, quantos metro depois do ponto habitual de freada depois ele freou", declarou. "Além disso, ele cruzou totalmente da esquerda para a direita. Se você falar com Pol… na televisão, parecia que estava muito próximo de Pol. Acho que se a direção de prova pensa que algo assim é um acidente normal, precisamos refletir. Para nós, não é aceitável. Um erro pode acontecer, mas este foi realmente grande" disparou.

Fabio Quartararo, Jorge Martín e Johann Zarco, o trio do pódio em Barcelona, declarou após a corrida que Nakagami exagerou e merecia punição. O francês da Pramac chegou a dizer que o japonês "perdeu o respeito" dos colegas.

A MotoGP volta às pistas no próximo dia 19 de junho, para o GP da Alemanha, em Sachsenring, décima etapa da temporada 2022. O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades do Mundial de Motovelocidade 2022.

MARC MÁRQUEZ TOMA DECISÃO CORAJOSA PARA SALVAR CARREIRA NA MOTOGP

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.
Grande Prêmio
Publicidade
Publicidade