PUBLICIDADE

RNF encerra mistério e confirma salto direto de Darryn Binder para MotoGP em 2022

Depois de muita espera, Darryn Binder vai saltar para a MotoGP na temporada 2022 para correr na RNF Yamaha, ao lado de Andrea Dovizioso. O jovem sul-africano também vai ter a oportunidade de dividir a pista com o irmão Brad, da KTM

21 out 2021 10h08
| atualizado às 10h30
ver comentários
Publicidade
Darryn Binder vai correr na RNF Yamaha em 2022
Darryn Binder vai correr na RNF Yamaha em 2022
Foto: Yamaha / Grande Prêmio

O mistério finalmente acabou. A RNF, novo nome da SRT, encerrou as especulações que rondavam o paddock da MotoGP nas últimas semanas e confirmou Darryn Binder como companheiro de Andrea Dovizioso a partir da próxima temporada, fechando assim o grid da categoria para 2022.

Darryn atualmente está na Moto3, classe que chegou em 2015, mas vai saltar direto para a classe rainha do Mundial, onde correrá ao lado do irmão Brad, titular da KTM. O contrato é de um ano, com opção de renovação para 2023.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Darryn Binder corre na Moto3 desde 2015 (Foto: SRT)

O sul-africano chegou ao Mundial em 2015 e possui seis pódios no total, inclusive uma vitória na Moto3, no GP da Catalunha do ano passado. Na RNF, vai correr ao lado do veterano Andrea Dovizioso, confirmado pelo time há algumas semanas.

"Estou extremamente grato por essa oportunidade, já que correr na MotoGP é um sonho de longa data. Eu não esperava dar esse salto da Moto3 para a categoria principal, mas eu realmente acredito que estou pronto para od esafio e pronto trabalhar duro em 2022", disse Binder.

"Meu objetivo, no começo, será encontrar meu espaço na classe principal e aprender o máximo possível para crescer mais e mais na minha primeira temporada. Queria agradecer muito a Yamaha e a RNF por tudo que fizeram para tornar isso possível e a todos que se envolveram para me levar a este momento", completou.

NA GARAGEM

Rossi bate Biaggi no GP da Austrália e fatura título final das 500cc

Darryn Binder finalmente vai dar o salto para a MotoGP (Foto: SRT)

Lin Jarvis, diretor da Yamaha, comentou sobre a chegada do jovem de 23 anos para a equipe satélite da montadora japonesa.

"Quero dar uma calorosa acolhida a Darryn. Estamos encantados por ele estar se juntando ao line-up da Yamaha no próximo ano", comemorou Jarvis. "Conversamos muito sobre quem seria um bom par para a RNF. É um recomeço para a equipe satélite da Yamaha e isso faz com que seja mais do que adequado ter um piloto jovem e ansioso como Darryn se juntando a eles, como Fabio [Quartararo] e Franky [Morbidelli] fizeram antes", continuou.

"Para a Yamaha, a missão primária de uma equipe satélite é desenvolver futuros talentos da MotoGP. Darryn já mostrou em várias ocasiões do que é feito na Moto3. Sabemos que ele é um piloto rápido e determinado, que tem tudo que é preciso para brigar na ponta do pelotão", ponderou Lin. "Obviamente, o salto para a MotoGP é significativo e será preciso algum ajuste, mas sentimos que ele está pronto, e a Yamaha e a RNF vão apoiá-lo neste novo e empolgante desafio", completou.

A MotoGP volta às pistas no próximo dia 24 de outubro para o GP da Emília-Romanha, em Misano. O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades do Mundial de Motovelocidade 2021.

Grande Prêmio
Publicidade
Publicidade