4 eventos ao vivo

Rins reconhece força de Morbidelli em Teruel e elogia Mir: "O cara não falha!"

Segundo colocado no MotorLand, o espanhol conseguiu reduzir apenas quatro pontos do atraso que tem em relação ao companheiro de Suzuki na classificação do Mundial

26 out 2020
10h05
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
Mir e Rins no parque fechado
Mir e Rins no parque fechado
Foto: Suzuki / Grande Prêmio

Álex Rins reconheceu que Franco Morbidelli foi muito superior no GP de Teruel de domingo (25). O piloto da Suzuki, que venceu o GP de Aragão da semana passada, só ameaçou o rival da SRT Yamaha na largada, mas depois só viu o ítalo-brasileiro se afastar.

Por conta do triunfo da semana passada e do terceiro lugar no grid do MotorLand, Rins entrou na corrida como favorito. Na largada, Takaaki Nakagami aproveitou a pole para manter a liderança, enquanto Álex passou Morbidelli depois de um toque para levar o troco já na curva 1.

Ao longo da corrida, Rins ainda manteve contato com Morbidelli nas primeiras voltas, mas depois só viu o piloto de Roma se afastar mais e mais até receber a bandeirada em segundo, 2s205 atrás.

Álex Rins fechou a corrida em Teruel à frente de Joan Mir
Álex Rins fechou a corrida em Teruel à frente de Joan Mir
Foto: Michelin / Grande Prêmio

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! .

Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

"Faltou que Franco não estivesse tão forte. Nós demos tudo", comentou Rins. "Rodei mais voltas em 1min48s do que na corrida da semana passada e confiava que Morbidelli fosse desgastar um pouco o pneu traseiro nas últimas voltas, mas ele o conservou muito bem. Fui no limite, mas cheguei", relatou.

Ainda, Rins considerou que a escolha de pneus não ajudou na performance exibida na corrida deste domingo na Espanha.

"Na metade da corrida, a escolha pelo par de pneus macios me prejudicou um pouco. A moto movimentava um pouco", contou. "Perdi um pouco em relação a Franco, achava que podia recuperar no final, mas depois foi impossível", reconheceu.

Apear do segundo lugar, Rins não ganhou muito terreno na briga pelo título, já que Joan Mir, apesar de largar em 12º, conseguiu receber a bandeirada em terceiro.

"Sim, estamos a 32 pontos. De 36 a 32, reduzimos", indicou. "A verdade é que são [pontos] importantes. Tenho de parabenizar Joan, que está fazendo uma grande temporada. O cara não falha! Restam três corridas. Vamos da tudo", concluiu.

Ouça os programas do GRANDE PRÊMIO no formato de podcast:

Veja também:

Confira a repercussão da morte de Maradona na Argentina e pelo mundo
Grande Prêmio
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade