Red Bull Ring descarta mudança na curva 2 mesmo após acidente assustador de 2020

Diretor do traçado, Andy Meklau afirmou que o circuito do GP da Áustria será o mesmo do ano passado, apesar do grave acidente que envolveu Johann Zarco, Franco Morbidelli, Valentino Rossi e Maverick Viñales

8 abr 2021
09h29 atualizado às 09h35
0comentários
09h29 atualizado às 09h35
Publicidade
O filete que a moto destruída de Zarco, uma Ducati, tirou de Rossi pode ser visto aqui, no momento em que Valentino fazia o contorno do grampo do circuito
O filete que a moto destruída de Zarco, uma Ducati, tirou de Rossi pode ser visto aqui, no momento em que Valentino fazia o contorno do grampo do circuito
Foto: Reprodução / Grande Prêmio

O Red Bull Ring não vai fazer mudanças no layout da curva 2 mesmo após o forte acidente que marcou a corrida do ano passado. Os responsáveis pelo traçado ressaltaram que a pista foi homologada pela FIM (Federação Internacional de Motociclismo), que é quem tem a responsabilidade de atestar a segurança do traçado.

Na nona volta da corrida de 2020, Johann tentou passar Franco Morbidelli se valendo da superioridade do motor Ducati. Ao contornar a curva 2, o francês se colocou à frente do ítalo-brasileiro e, na sequência, freou para preparar a entrada na Remus. Sem ter como reagir, Franco colidiu com a GP19 e caiu, junto com Zarco.

A YZR-M1 da SRT escorregou pelo trecho de grama e, em um desnível do piso, acabou catapultada, passando entre os dois companheiros de Yamaha. A Ducati de Johann, por sua vez, cortou a área de escape sem perder muita velocidade na brita e reencontrou Maverick Viñales e Valentino Rossi, que tinham acabado de contornar o ápice da curva.

O assustador acidente que a dupla da Yamaha escapou
O assustador acidente que a dupla da Yamaha escapou
Foto: Reprodução / Grande Prêmio

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.

Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

Zarco foi punido e teve de largar do pit-lane na segunda corrida do ano no traçado de Spielberg. Naquela ocasião, foram feitas mudanças no traçado para tentar impedir que as motos voltassem à pista em caso de um acidente similar no GP da Estíria, com a colocação de um alambrado maior.

Os pilotos, porém, defenderam mudanças no layout, mas, falando ao braço alemão da publicação Autosport, Andy Meklau garantiu que a pista segue como em 2020. O muro da curva 3 permanece como era, mas o trecho de brita foi ampliado, já que a moto de Morbidelli não perdeu velocidade no acidente do ano passado.

"Foi assim que foi homologado para 2021 e é assim que vai acontecer o fim de semana de GP", disse Meklau. "Tudo foi implementado de acordo com as exigências da FIM. O Red Bull Ring e o Projekt Spielberg estão fazendo de tudo para garantir a segurança das corridas", seguiu.

"Como responsável, só posso dizer que a corrida tem de ser segura para todos os envolvidos, incluindo os espectadores", comentou. "A segurança é uma prioridade máxima. Se as motos ficam ainda mais rápidas, podemos discutir a chicane outra vez. Vamos ver. Isso cabe a FIM. Eles são responsáveis por garantir que o traçado seja seguro e esteja aprovado", indicou.

"A pista se adapta ao longo dos anos. A pista continua a se desenvolver", defendeu. "Ao longo dos últimos dez anos, acompanhei o que implementamos estruturalmente em termos de segurança. Isso é exemplar", completou.

Grande Prêmio
Publicidade
Publicidade