PUBLICIDADE

Raúl Fernández supera inicio ruim e vence GP da Holanda de Moto2. Gardner é segundo

Raúl Fernández caiu da pole para terceiro. Depois, errou e despencou no pelotão. Com uma bela recuperação, superou os rivais e venceu o GP da Holanda, em Assen. Remy Gardner e Augusto Fernández fecharam o pódio

27 jun 2021 08h05
| atualizado às 08h29
ver comentários
Publicidade
Raúl Fernández voltou a vencer na temporada 2021
Raúl Fernández voltou a vencer na temporada 2021
Foto: Red Bull KTM Ajo / Grande Prêmio

O domingo parecia desastroso para Raúl Fernández. Na largada da Moto2 para o GP da Holanda, caiu da pole para terceiro. Depois, errou e perdeu mais algumas posições no pelotão. Porém, com uma recuperação muito segura, o espanhol provou que ainda quer se manter na briga pelo título, superou os rivais e conquistou a vitória em Assen com autoridade.

Para vencer, no entanto, Raúl precisou passar por uma intensa batalha com Sam Lowes, Remy Gardner e Augusto Fernández em uma das mais movimentadas etapas da Moto2 na temporada 2021.

Remy Gardner, ainda líder do campeonato, superou Augusto Fernández e terminou na segunda posição. O espanhol da Marc VDS mostrou força, liderou boa parte da corrida, mas perdeu rendimento no fim e fechou o pódio, na terceira colocação.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.

Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

Raúl Fernández fez muita festa com a vitória em Assen
Raúl Fernández fez muita festa com a vitória em Assen
Foto: KTM / Grande Prêmio

WEB STORIES

Sam Lowes foi o quarto, com Marco Bezzecchi, Ai Ogura, Jorge Navarro, Xavi Vierge, Marcel Schrötter e Stefano Manzi completando o top-10 no tradicional circuito holandês.

A ausência da prova foi Héctor Garzó. Antes da largada, o espanhol foi declarado inapto para a corrida de Assen após testar positivo para Covid-19.

Gardner sai de férias com 31 pontos de vantagem para Raúl na liderança da Moto2. Marco Bezzecchi é o terceiro, à frente de Lowes e Fabio Di Giannantonio. A Kalex comanda o Mundial de Construtores com 144 pontos de vantagem para a Boscoscuro, enquanto a Red Bull KTM Ajo comanda o Mundial de Equipes.

Agora, a Moto2 entra de férias por cinco semanas e volta a correr apenas no dia 8 de agosto, no Red Bull Ring, para o GP da Estíria. Acompanhe a cobertura do GRANDE PRÊMIO sobre o Mundial de Motovelocidade.

Saiba como foi o GP da Holanda de Moto2:

Com o céu parcialmente nublado, a Moto2 encontrou um dia de temperaturas amenas e pista seca em Assen. Antes da largada, os termômetros mediam 23°C, com o asfalto chegando a 30°C. A velocidade do vento era de 21 km/h, com a umidade relativa do ar alcançando 70%.

A escolha de pneus foi praticamente uniforme, com todos optando pelos pneus dianteiros 3 e traseiros 2. A exceção foi Alonso López, que colocou o 2 também na dianteira.

No instante da largada, Raúl Fernández deu uma bela titubeada e foi Arón Canet quem assumiu a ponta à frente de Remy Gardner. Os pilotos da Ajo tiveram um toque na primeira curva, com o espanhol escorregando na tabela. Sam Lowes se instalou em segundo.

Ainda no início da corrida, Lorenzo Dalla Porta caiu no meio do pelotão na curva 5, mas escapou de ser atropelado. Pouco depois, na curva 7, foi Tony Arbolino quem se despediu mais cedo depois de um tombo.

Enquanto isso, Lowes tentou atacar Canet pela liderança, mas não só não conseguiu como também foi superado por Gardner. O australiano, aliás, aproveitou a segunda volta para tomar a ponta de Canet. Enquanto isso, Raúl tinha caído para nono depois de sair da pista, mais de 1s5 atrás do companheiro de Ajo.

Sam Lowes logo conseguiu passar Canet, que também foi superado por Ai Ogura e Augusto Fernández. Arón ainda tentou contra-atacar o japonês, mas não conseguiu manter a quarta colocação.

Na volta 3, Joe Roberts caiu na curva 9 e abandonou. A direção de prova também anunciou uma punição a Bo Bendsneyder por queima de largada.

Seguido por Lowes, Gardner foi tentando quebrar o pelotão. Na volta 5, a diferença entre os dois era de pouco mais de 0s2, com Fernández já 0s5 atrás do companheiro de Marc VDS.

As diferenças na ponta caíram rapidamente e, no fim da volta 5, Lowes passou Gardner, mas os dois se tocaram na Geert Timmer Bocht, a última chicane, abrindo passagem para Fernández, que assumiu a liderança da corrida. Raúl Fernández também avançou e passou Canet para ser quarto, já 1s2 atrás do companheiro de Ajo.

A dupla da Marc VDS, então, conseguiu descolar um pouquinho de Gardner, com Lowes pressionando Augusto pela ponta. O espanhol cedeu no fim da volta 8 e caiu para segundo, passando a se defender de Remy.

Gardner, aliás, não esperou muito antes de partir para o ataque e aproveitou um erro de Augusto na curva 5 para se instalar em segundo. Quarto, Raúl vinha chegando nos ponteiros.

Na volta 12, Augusto conseguiu passar Gardner em uma bobeada do australiano para recuperar a segunda posição. Raúl, por sua vez, já vinha junto no primeiro pelotão, tentando se recuperar de um início ruim de corrida.

Pouco depois, Augusto tomou a ponta do companheiro de Marc VDS, deixando Lowes para se defender da pressão de Raúl, que tinha tomado o terceiro lugar de Gardner.

Na volta 16, Raúl aproveitou a abertura do giro para tomar o segundo posto de Lowes, já com Augusto 0s5 à frente. Mais atrás, Marco Bezzecchi passou Fabio Di Giannantonio para ocupar a quinta colocação.

Di Giannantonio, aliás, caiu pouco depois, na curva 9, encerrando mais cedo a participação nesta nona etapa da temporada 2021 da Moto2.

Com sete voltas para o fim, Raúl conseguiu a ultrapassagem em Augusto na freada da curva 1 para assumir a liderança da corrida. Lowes era terceiro, à frente de Gardner.

Pouco depois, Lowes também passou Augusto, subindo para a segunda colocação. Raúl, porém, vinha imprimindo um ritmo forte para quebrar o pelotão e já tinha 0s8 de vantagem na liderança.

Na volta 20 das 24 previstas, Canet, que tinha caído para a sétima colocação, levou um tombo e encerrou mais cedo a disputa em Assen.

Augusto, então, aproveitou a volta 21 para tomar a segunda colocação de Lowes, com Gardner passando o britânico pouco depois também.

Antes de abrir a última volta, Gardner conseguiu passar Augusto pela segunda colocação, formando um 1-2 da Ajo com Raúl.

Moto2 2021, GP da Holanda, Assen, Corrida:

1 R FERNÁNDEZ Red Bull KTM Ajo Kalex 39:01.832 24 voltas
2 R GARDNER Red Bull KTM Ajo Kalex +1.066  
3 A FERNÁNDEZ Marc VDS Kalex +1.265  
4 S LOWES Marc VDS Kalex +1.879  
5 M BEZZECCHI VR46 Kalex +8.329  
6 A OGURA Team Tady Kalex +10.960  
7 J NAVARRO Speed UP +13.993  
8 X VIERGE SIC Kalex +16.052  
9 M SCHROTTER Intact Kalex +16.094  
10 C VIETTI VR46 Kalex +17.585  
11 S CHANTRA Team Tady Kalex +18.286  
12 A ARENAS Aspar Speed Up +18.812  
13 S MANZI Forward MV Agusta +19.273  
14 T LÜTHI Intact Kalex +19.649  
15 B BENDSNEYDER RW NTS +22.162  
16 C BEAUBIER American Kalex +22.223  
17 A LÓPEZ Speed UP +25.569  
18 J DIXON SIC Kalex +26.245  
19 N BULEGA Gresini Kalex +27.323  
20 M RAMÍREZ American Kalex +27.463  
21 S CORSI Forward MV Agusta +27.638  
22 M GONZÁLEZ PONS Kalex +35.908  
23 H SYAHRIN Aspar Speed Up +38.517  
24 B BALTUS RW NTS +46.728  
25 A CANET Aspar Speed Up Abandonou  
26 F DI GIANNANTONIO Speed UP Abandonou  
27 J ROBERTS American Kalex Abandonou  
28 T ARBOLINO Intact Kalex Abandonou  
29 L DALLA PORTA Italtrans Kalex Abandonou  
30 H GARZÓ PONS Kalex Não largou  
Grande Prêmio
Publicidade
Publicidade