PUBLICIDADE

Quartararo ironiza punição de Assen: "Se tenta ultrapassar, te acham muito ambicioso"

Em um post no Instagram, piloto da Yamaha parabenizou os comissários da FIM (Federação Internacional de Motociclismo) pelo "ótimo trabalho" e disse que vai tentar não ultrapassar nas próximas vezes para evitar punições

27 jun 2022 - 10h30
Ver comentários
Publicidade
Segunda queda em Assen sacramentou o abandono de Fabio Quartararo
Segunda queda em Assen sacramentou o abandono de Fabio Quartararo
Foto: Divulgação/MotoGP / Grande Prêmio

Não foi só a cúpula da Yamaha que ficou incomodada com a atuação do Painel de Comissários da FIM (Federação Internacional de Motociclismo) no GP da Holanda no domingo (26). Pelas redes socais, Fabio Quartararo abusou da ironia para comentar a sanção que recebeu pelo incidente com Aleix Espargaró ainda no início da disputa em Assen.

Na quinta volta da corrida de Assen, Quartararo tentou atacar Aleix na De Strubben, a curva 5, mas errou e caiu, empurrando o titular da Aprilia para fora da pista. Ambos conseguiram voltar para a disputa, mas Fabio não viu a bandeirada, já que o tombo danificou o controle de tração, o que o fez ser ejetado da YZR-M1 mais adiante na corrida.

WEB STORY

Em post nas redes sociais, Quartararo ironizou punição dos comissários
Em post nas redes sociais, Quartararo ironizou punição dos comissários
Foto: Reprodução / Grande Prêmio

CLASSIFICAÇÃO DA MOTOGP

O mais velho dos Espargaró, por outro lado, contou com o bom desempenho da RS-GP para escalar o pelotão e, na última chicane, ainda conseguiu passar Brad Binder e Jack Miller em uma só tacada para terminar em quarto.

O grupo formado por Andres Somolinos, Freddie Spencer e Raffaele De Fabritiis, porém, considerou que Fabio atuou de maneira irresponsável e decidiu aplicar uma punição. Por isso, Fabio terá de cumprir uma volta longa no GP da Grã-Bretanha, a próxima corrida da temporada.

O Painel de Comissários da FIM, contudo, foi além. Ao invés de se limitar ao documento da punição, o Painel acrescentou um comentário no texto encaminhado à imprensa, julgando que Quartararo teve "excesso de ambição".

Nesta segunda-feira, em um post no Instagram, qu também foi replicado no Twitter, Fabio ironizou a decisão dos comissários e lembrou outros momentos em que acidentes mais sérios passaram sem punição. Takaaki Nakagami, por exemplo, não foi sancionado por ter derrubado Francesco Bagnaia e Álex Rins na primeira curva do GP da Espanha, apesar de o piloto da Suzuki ter terminado com o punho fraturado.

"Bom… uma volta longa para a próxima corrida", começou Fabio em um post no Instagram. "Agora você não pode tentar uma ultrapassagem, pois eles acham que você é muito ambicioso", ironizou.

"Desde o início do ano, alguns pilotos se envolveram em "incidentes de corrida", mas, aparentemente, o meu foi perigoso demais", comentou. "Parabéns aos comissários pelo trabalho incrível que vocês estão fazendo", cutucou, acrescentando um emoji com a boca fechada com um zíper.

"Na próxima vez, não vou tentar ultrapassar para não receber nenhuma punição", avisou. "Ótimas férias e vejo vocês em Silverstone", concluiu.

A MotoGP agora entra em férias e volta à ativa apenas no dia 7 de agosto, com o GP da Grã-Bretanha, em Silverstone. O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades do Mundial de Motovelocidade 2022.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2.

DO DOMÍNIO DE MARC MÁRQUEZ AO ZERO: A HONDA DE PONTA CABEÇA NA ALEMANHA

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.
Grande Prêmio
Publicidade
Publicidade