PUBLICIDADE

MotoGP cumpre 1/3 da temporada 2022 com Bastianini e Gresini em evidência

A primeira parte do campeonato deste ano chegou ao fim com o GP da França, mas, contrariando as previsões iniciais, o protagonismo foi Enea Bastianini e da Gresini. Recém-separada da Aprilia, a equipe italiana vive um processo de reconstrução conduzido pelas mãos de Nadia Padovani e guiado de forma brilhante por um piloto que não se deixa limitar por uma moto que nem é a mais nova do pe

17 mai 2022 18h32
| atualizado às 19h17
ver comentários
Publicidade
Enea Bastianini
Enea Bastianini
Foto: Gold & Goose/Red Bull Content Pool / Grande Prêmio

A temporada 2022 da MotoGP completou o primeiro terço no último domingo (16), com o GP da França. Até aqui, Enea Bastianini e Gresini foram piloto e equipe que mais se destacaram, com três vitórias.

Nesta terça-feira (17), Juliana Tesser fala do início da temporada dos italianos e relembra o momento de reconstrução da equipe, pós-morte de Fausto Gresini e com a nova gestão de Nadia Padovani, que assumiu as rédeas para dar continuidade ao sonho do marido e guiar a Gresini em uma das melhores fases de sua trajetória.

A MotoGP volta às pistas no próximo dia 29 de maio para o GP da Itália, em Mugello, oitava etapa da temporada 2022. O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades do Mundial de Motovelocidade 2022.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

Grande Prêmio
Publicidade
Publicidade