1 evento ao vivo

Morbidelli voa no fim e lidera treino 2 da MotoGP na Catalunha. Dovizioso é só 18º

Apesar de ter sofrido uma queda em meados da sessão, o piloto da SRT Yamaha aproveitou a última de suas 12 voltas na tarde desta sexta-feira (25) para assegurar a liderança da MotoGP

25 set 2020
10h07
atualizado às 10h55
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
Franco Morbidelli foi o mais rápido da sexta-feira
Franco Morbidelli foi o mais rápido da sexta-feira
Foto: SRT / Grande Prêmio

Franco Morbidelli se impôs nesta sexta-feira (25) na Catalunha. O ítalo-brasileiro usou a última voltas que completou no segundo treino do fim de semana para destronar os rivais e assegurar a melhor marca do dia.

Franco se instalou no comando da sessão vespertina ainda nos primeiros minutos e nem mesmo uma queda foi capaz de abalar a competitividade. Ainda assim, o vencedor do GP de San Marino chegou a escorregar na tabela, mas usou o giro decisivo para cravar 1min39s789 e tomar a ponta de Brad Binder por 0s219.

Franco Morbidelli fez o melhor tempo mesmo após uma queda
Franco Morbidelli fez o melhor tempo mesmo após uma queda
Foto: SRT / Grande Prêmio

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.

Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

Também na volta final, Johann Zarco, que também sofreu uma queda na sessão, se meteu no segundo posto, 0s109 atrás de Morbidelli, o que derrubou o sul-africano da KTM para a terceira colocação.

Maverick Viñales ficou com o quarto lugar, à frente de Takaaki Nakagami e Joan Mir. Pol Espargaró aparece na sequência, com Alex Márquez, Valentino Rossi e Álex Rins fechando o top-10.

Líder do Mundial, Andrea Dovizioso fez a mais rápida das 19 voltas que completou em 1min41s124 e ficou em 18º, 1s335 atrás do líder.

Saiba como foi o treino livre 2 da MotoGP na Catalunha:

O sol seguiu brilhando em Montmeló, o que elevou as temperaturas em relação aos treinos da manhã. Quando a MotoGP voltou para a pista, os termômetros mediam 22° C, com o asfalto chegando a 33°C. A velocidade do vento também tinha aumentado e agora estava em 13 km/h.

Álex Rins abriu a sessão na ponta com 1min42s181, à frente de Rossi, Morbidelli e Mir. Franco, porém, não esperou para virar o jogo a favor da Yamaha e, com 1min41s143, assumiu o comando, liderando Quartararo, Pol Espargaró e Binder.

Brad, então, avançou para segundo, 0s228 atrás de um Morbidelli que tinha acabado de ser ainda mais rápido. Pol também melhorou e agora vinha em terceiro, à frente de Rins, Quartararo, Viñales e Rossi.

Com pouco menos de 15 minutos de sessão, Zarco sofreu uma queda na curva 5 do traçado catalão, mas escapou de lesões. O francês da Avintia Ducati tinha a 22º tempo.

Nessa primeira parte da sessão, a maioria dos pilotos estava calçada com um par de pneus médios, com exceção de Dovizioso e Bagnaia, que tinham um par de macios. A ideia era economizar pneus macios para o fim de semana.

Restando 24 minutos para o fim da sessão, Morbidelli perdeu a frente e caiu na curva 10, mas não se feriu. O ítalo-brasileiro logo correu para a Yamaha, mas a moto foi levada para a via de serviço para seguir para os boxes da SRT.

Logo em seguida, Stefan Bradl caiu na curva 2, mas também escapou ileso. O alemão vinha na primeira volta do pneu.

Alheio ao revés do companheiro de equipe, Álex Márquez saltou para a oitava colocação, 0s749 mais lento que o líder. O irmão de Marc vem mostrando melhor desempenho desde o dia de testes da MotoGP em Misano.

De volta à pista com um par de médios, Zarco saltou para oitavo, 0s661 atrás de Morbidelli. Na sequência, o francês voltou aos boxes da Avintia.

Quem também melhorou foi Joan Mir. O espanhol subiu para décimo e, na sequência, aproveitou macio traseiro novo para avançar para o segundo posto, 0s062 atrás do líder. O piloto da Suzuki, contudo, perdeu imediatamente a posição, já que Rossi virou 0s060 melhor.

Mir, então, apertou o passo e cravou 1min40s441, tomando a ponta de Morbidelli por 0s132. Rossi era agora o terceiro, seguido por Binder, Pol, Rins, Quartararo, Viñales, Lecuona e Zarco.

Na sequência, os tempos começaram a cair para valer, já que a maioria tinha um pneu macio na traseira. Nakagami avançou para o segundo lugar, 0s031 atrás de Mir. Márquez também foi mais rápido e se colocou em terceiro, à frente de Zarco.

Binder tratou de responder e massacrou a marca de Mir ao cravar 1min40s008, 0s433 melhor que o piloto de Palma de Maiorca.

Já com a bandeira quadriculada tremulando em Montmeló, Viñales saltou para a segunda colocação, 0s200 atrás de Binder. Morbidelli, então, lançou uma volta em 1min39s789 e assumiu a ponta, com Zarco aparecendo para ocupar o segundo posto, 0s109 atrás do piloto da SRT Yamaha.

MotoGP 2020, GP da Catalunha, Barcelona, Treino livre 2:

1 F MORBIDELLI SRT Yamaha 1:39.789  
2 J ZARCO Avintia Ducati 1:39.898 +0.109
3 B BINDER KTM 1:40.008 +0.219
4 M VIÑALES Yamaha 1:40.208 +0.419
5 T NAKAGAMI LCR Honda 1:40.412 +0.623
6 J MIR Suzuki 1:40.441 +0.652
7 P ESPARGARÓ KTM 1:40.474 +0.685
8 Á MÁRQUEZ Honda 1:40.478 +0.689
9 V ROSSI Yamaha 1:40.502 +0.713
10 A RINS Suzuki 1:40.538 +0.749
11 J MILLER Pramac Ducati 1:40.626 +0.837
12 C CRUTCHLOW LCR Honda 1:40.754 +0.965
13 A ESPARGARÓ Aprilia Gresini 1:40.791 +1.002
14 F QUARTARARO SRT Yamaha 1:40.860 +1.071
15 I LECUONA Tech3 KTM 1:40.871 +1.082
16 M OLIVEIRA Tech3 KTM 1:41.028 +1.239
17 B SMITH Aprilia Gresini 1:41.095 +1.306
18 A DOVIZIOSO Ducati 1:41.124 +1.335
19 S BRADL Honda 1:41.260 +1.471
20 F BAGNAIA Pramac Ducati 1:41.337 +1.548
21 T RABAT Avintia Ducati 1:41.673 +1.884
22 D PETRUCCI Ducati 1:42.257 +2.468

Veja também:

Relembre goleadas marcantes na história do futebol
Grande Prêmio
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade