PUBLICIDADE

Morbidelli vê mérito em promoção, mas frisa: "Yamaha não me devia nada"

Ítalo-brasileiro celebrou a volta às pistas e comentou que já está bastante bem recuperado da cirurgia no joelho, mas ainda quer ver como vai se sentir em cima da moto

17 set 2021 04h17
ver comentários
Publicidade
Franco Morbidelli e Fabio Quartararo foram a nova dupla da Yamaha
Franco Morbidelli e Fabio Quartararo foram a nova dupla da Yamaha
Foto: Divulgação/MotoGP / Grande Prêmio

Franco Morbidelli afirmou que a Yamaha não lhe devia nada na MotoGP. Vice-campeão do ano passado, o ítalo-brasileiro vai migrar da satélite SRT para o time de fábrica da casa de Iwata a partir do GP de San Marino e da Riviera de Rimini deste fim de semana.

Falando à imprensa nesta quinta-feira (16), Morbidelli afirmou que sentiu que fez por merecer a promoção, mas deixou claro que não sente que tinham alguma dívida com ele.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Franco Morbidelli vai estrear com a equipe de fábrica da Yamaha em Misano (Foto: Divulgação/MotoGP)

Ano passado, Franco foi o melhor piloto Yamaha no campeonato e fechou 2020 só 13 pontos atrás do campeão Joan Mir. Ainda assim, ficou com a YZR-M1 mais velha do grid, ainda um protótipo de 2019. Agora, porém, os japoneses aproveitaram a saída de Maverick Viñales para corrigir a falha e já acertaram o piloto natural de Roma até 2023.

"Senti que mereci isso. Senti que, definitivamente, mereci e falei abertamente sobre isso com o pessoal da Yamaha", comentou Franco. "No fim, estamos aqui. Eles não me deviam nada, mas senti que merecia alguma coisa. Mas, com certeza, a Yamaha não me devia nada", frisou.

Filho de mãe brasileira, Morbidelli celebrou a volta e deixou claro que teve saudades de competir. O piloto que utiliza o #21 está afastado desde o GP da Alemanha, em junho passado, por causa de uma lesão no menisco e no ligamento anterior cruzado do joelho esquerdo, que necessitou de cirurgia.

"É ótimo estar de volta. Senti muita falta do esporte e das pessoas no paddock", disse Morbidelli. "Foi muito tempo. Tentei trabalhar no meu melhor para me recuperar e melhorar o mais rápido possível para estará aqui em Misano, que é uma pista de que realmente gosto", seguiu.

"É uma pista de onde, claro, tenho ótimas memórias. Então é ótimo voltar e me sinto bem ok com o joelho agora", relatou. "Não está muito ruim, mas vamos ter de ver o que acontece amanhã na pista", concluiu.

A MotoGP volta às pistas no próximo domingo (19) para o GP de San Marino e da Riviera de Rimini. O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades do Mundial de Motovelocidade 2021.

Grande Prêmio
Publicidade
Publicidade