PUBLICIDADE

Miller se desculpa com Mir e Suzuki por strike em Portugal: "Eu estava 100% errado"

Australiano assumiu integralmente a responsabilidade por tirar o rival da corrida de Portimão. Jack explicou que tinha planejado a ultrapassagem, mas considerou que deve ter atingido uma mancha úmida no asfalto

25 abr 2022 11h40
ver comentários
Publicidade
Jack Miller brigava pelo pódio quando caiu em Portimão
Jack Miller brigava pelo pódio quando caiu em Portimão
Foto: Ducati / Grande Prêmio

EUROPA X JAPÃO NA MOTOGP: CHEGOU A HORA DA REAÇÃO DAS GIGANTES YAMAHA, HONDA E SUZUKI?

Jack Miller se desculpou com Joan Mir e com a Suzuki por ter causado a queda do espanhol na reta final do GP de Portugal de domingo (24). O australiano assumiu integralmente a responsabilidade pelo acidente e lamentou que o que vinha sendo uma corrida tenha terminado daquela maneira.

Miller passou boa parte da corrida de Portimão na quarta colocação, mas, após ver Johann Zarco superar Mir pelo segundo lugar na 17ª de 25 voltas, decidiu tentar atacar o espanhol pelo terceiro posto. Dois giros depois, Jack caiu na freada da curva 1 e acabou colocando o adversário, que não teve a menor chance de defesa.

CLASSIFICAÇÃO MOTOGP

Jack Miller lamentou queda que tirou também Joan Mir do GP de Portugal (Foto: Ducati)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

"Foi uma daquelas coisas. Eu me senti bem, a corrida estava indo bem. Conservei os pneus nas primeiras 16 voltas. Comecei a me aproximar dos caras da frente e quando Johann Zarco passou Mir, pensei: 'Certo, preciso começar a preparar a ultrapassagem aqui'", contou.

"Tentei por três voltas seguidas me aproximar o suficiente na curva 1 e pareceu que tinha conseguido, mas, quando fui passar, estava um pouco por dentro, não sei se peguei uma das manchas molhadas. Eu adiei [a freada], Joan adiou, eu solte [os freios], e aí eu estava em uma parte de merda da pista tentando parar a moto" explicou. "Travei a dianteira e o atingi em T. Cair de uma corrida quando estou em uma boa posição é sempre uma merda, mas tirar um rival torna tudo ainda pior. É osso duro de roer", lamentou.

"Mas é o que é, só vou tentar extrair as coisas positivas. Estávamos em uma boa posição, foi um fim de semana sólido, o ritmo estava lá no fim da corrida, então não há mais nada a dizer", seguiu.

Nas últimas temporadas, os dois pilotos tiveram uma série de desentendimentos, mas, mesmo depois de aplaudir a manobra desastrada de Miller, Mir correu para checar o estado do adversário após a demora do australiano em se levantar. Os dois, então, acabaram se abraçando no lugar do acidente.

"É uma merda de qualquer maneira, mas ele encarou do melhor jeito que podia", completou Jack.

Pelas redes sociais, Miller pediu desculpas não só a Mir, mas também a Suzuki e a Ducati.

"Definitivamente, não é o resultado que estávamos buscando", escreveu. "Eu estava 100% errado hoje. Lamento por Joan, a equipe dele e pela Ducati pelo incidente. Felizmente, só temos de esperar alguns dias até voltarmos para a pista em Jerez", encerrou.

A MotoGP volta às pistas na semana que vem para o GP da Espanha, em Jerez de la Frontera. O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades da sexta etapa do Mundial de Motovelocidade 2022.

ASSISTA

DIOGO MOREIRA CHEGA BEM PREPARADO NA MOTO3 E SE DESTACA LOGO DE CARA

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.
Grande Prêmio
Publicidade
Publicidade