2 eventos ao vivo

Márquez quer voltar a desbancar Rossi no GP de Aragão; Moto3 pode ter campeão

21 set 2016
11h05
  • separator
  • comentários

O espanhol Marc Márquez, da Honda, líder do Campeonato Mundial de MotoGP, encara neste fim de semana o Grande Prêmio de Aragão, na Espanha, de olho em voltar a abrir vantagem para o italiano Valentino Rossi, da Yamaha, após quatro provas seguidas andando atrás do concorrente.

O campeão das temporadas 2013 e 2014 tem 223 pontos, o que representa uma vantagem de 43 para o "Doutor", que está na segunda posição na tabela. No fim do GP da Alemanha, disputado em meados de julho, a distância entre os dois era de 59 pontos.

Nas provas seguintes, realizadas na Áustria, República Tcheca, Grã-Bretanha e San Marino, Rossi sempre ficou na frente de Márquez, mas sem conseguir encostar muito na classificação. O melhor recorte do italiano foi na etapa mais recente, no circuito de Misano Adriático, em que foi segundo e o rival foi quarto.

Em Aragão, a MotoGP pode ter o nono vencedor diferente nas últimas dez provas, o que representaria um recorde na categoria. O mais recente integrante desse rodízio foi o espanhol Dani Pedrosa, da Honda, quarto na temporada, que levou a melhor em San Marino.

No GP da Itália, o espanhol Jorge Lorenzo, da Honda, ficou em primeiro; na Catalunha, Rossi foi o vencedor; na Holanda foi a vez do australiano Jack Miller, da Marc VDS; na Alemanha, Márquez ficou na ponta; na Áustria venceu o italiano Andrea Iannone, da Ducati; na República Tcheca, o topo do pódio foi ocupado pelo britânico Cal Crutchlow, da LCR Honda; e na Grã-Bretanha cruzou em primeiro o espanhol Maverick Viñales, da Suzuki.

Um dos integrantes dessa série de vencedores distintos, Jack Miller, não atuará neste fim de semana, pois ainda não se recuperou das fraturas na mão direita que sofreu durante a etapa da Áustria. O substituto será o americano Nicky Hayden, campeão da MotoGP em 2006, que estava disputando o Campeonato Mundial de Superbikes.

Neste fim de semana, entre as três categorias, a Moto3 é a única que já pode ter campeão, pois o sul-africano Brad Binder, da Red Bull KTM Ajo, está disparado na liderança, com 229 pontos, contra 123 do italiano Enea Bastianini, da Gresini Honda.

Para levantar o troféu sem depender do desempenho de qualquer outro piloto, o jovem de 21 anos precisa chegar na segunda colocação.

A Moto2, por sua vez, tem a briga mais equilibrada, já que o líder, o francês Johann Zarco, da Ajo Kalex, está com 194 pontos, apenas três a frente do espanhol Álex Rins, da Pons Kalex, que conseguiu reduzir drasticamente, em 31 pontos, a distância entre os dois.

O ítalo-brasileiro Franco Morbidelli, da Marc VDS Kalex, que vem de três pódios nas últimas três provas, tenta seguir subindo na tabela de classificação. O piloto é o sexto colocado na temporada, com 125 pontos.

EFE   

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade