PUBLICIDADE

KTM confirma volta de Pedrosa à MotoGP como wildcard no GP da Estíria

Fora da MotoGP como piloto titular desde 2018, quando encerrou um vínculo de 13 anos com a Honda, Dani Pedrosa vai voltar ao grid da classe-rainha do Mundial de Motovelocidade como convidado da KTM no GP da Estíria, marcado para 8 de agosto

20 jul 2021 07h02
ver comentários
Publicidade
Dani Pedrosa vai voltar ao grid da MotoGP como wildcard da KTM no GP da Estíria
Dani Pedrosa vai voltar ao grid da MotoGP como wildcard da KTM no GP da Estíria
Foto: KTM / Grande Prêmio

A KTM confirmou o que já era esperado há algum tempo. A marca austríaca anunciou que Dani Pedrosa vai voltar ao grid da MotoGP como wildcard (convidado) no fim de semana do GP da Estíria, prova que vai marcar o retorno da classe-rainha das férias em 8 de agosto, no Red Bull Ring. Será o retorno de Pedrosa às competições desde 2018, quando o espanhol de 35 anos concluiu uma jornada de 13 anos como piloto da Honda no Mundial de Motovelocidade. Desde 2019, Dani integra a KTM como piloto de testes.

Vencedor de 31 GPs e vice-campeão da MotoGP em 2007, 2010 e 2012, Pedrosa ressaltou a importância de realizar seu papel como test-rider em ritmo de corrida, deixando claro que não considera mais uma condição de piloto titular em tempo integral.

Dani Pedrosa vai voltar ao grid da MotoGP como wildcard da KTM
Dani Pedrosa vai voltar ao grid da MotoGP como wildcard da KTM
Foto: KTM / Grande Prêmio

"Tem sido muito interessante fazer parte deste projeto desde o início com a KTM na MotoGP e poder compartilhar minha experiência com eles. Passo a passo, fizemos o melhor possível, e agora é interessante voltar a uma corrida porque dá uma perspectiva diferente em comparação com um teste normal", explicou o piloto.

"Já se passou muito tempo desde a minha última corrida e, claro, a mentalidade de um GP é muito diferente de um teste. Meu foco para a corrida é tentar testar o que temos na moto em situação de corrida", salientou Dani. "Desejo entender as solicitações que os pilotos possam ter para sessões distintas e características técnicas", complementou.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! .

Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Pedrosa explicou por que é crucial fazer ao menos uma corrida para ter uma melhor leitura das exigências atuais dos titulares da KTM e preparar melhor as motos para o futuro. "Ao assistir de casa, posso sentir as melhorias nas motos e nas corridas, mas para entender mais sobre a MotoGP agora, as novas tecnologias, como correr e usar as estratégias contra os outros, vamos fazer esse wildcard".

Em termos de objetivos para o seu fim de semana de retorno ao Mundial, ainda que como wildcard, Pedrosa se mostrou cauteloso. "É difícil falar sobre as minhas expectativas depois de estar tão longe da competição. Tudo pode se encaixar em uma mentalidade de corrida ou não, mas vamos tentar aproveitar o fim de semana o máximo possível", concluiu Dani, dono de 224 largadas na MotoGP entre 2006 e 2018, sempre pela Honda.

Grande Prêmio
Publicidade
Publicidade