0

FIM reage à indisciplina na Moto3, endurece penas e ameaça pilotos com desclassificação

O Painel de Comissários da FIM (Federação Internacional de Motociclismo) anunciou neste sábado (24) que vai punir de forma mais severa os pilotos que forem flagrados rodando lentos na pista durante os treinos

24 out 2020
12h32
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
Moto3 2020 Espanha Aragão Domingo SRT John McPhee
Moto3 2020 Espanha Aragão Domingo SRT John McPhee
Foto: Grande Prêmio

A FIM (Federação Internacional de Motociclismo) decidiu respondeu à recorrente indisciplina dos pilotos da Moto3 e endurecer as penas para quem for flagrado rodando lento durante os treinos do Mundial. A partir de agora, os competidores passar a ser ameaçados com desclassificação.

Especialmente na Moto3, é muito comum ver pilotos que se afastam da linha tradicional de corrida e ficam esperando a passagem de algum competidor mais rápido. Uma vez avistado o alvo, aquele que esperava retorna para a linha para tentar usar o vácuo de quem vem na frente e conseguir uma marca mais rápida.

John McPhee cometeu a infração quatro vezes no aono
John McPhee cometeu a infração quatro vezes no aono
Foto: SRT / Grande Prêmio

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.

Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

Ouça os programas do GRANDE PRÊMIO no formato de podcast:

A prática, contudo, aumenta os riscos na pista. Afinal, quem vem em velocidade pode ser pego de surpresa por alguém mais lento e não ter tempo de desviar. Ou, pior, quem volta para a linha rápida, pode entrar na frente de outro competidor sem aviso.

Na semana passada, durante as atividades do GP de Aragão, a MotoGP divulgou uma lista de 18 punições por conta de pilotos rodando lentos na pista em plena sessão. Alguns dos advertidos, inclusive, cometeram a infração quatro vezes em uma temporada que teve apenas 11 corridas.

Neste sábado (24), o Painel de Comissários anunciou uma nova medida para tentar dar um basta em uma prática que tentam combater já tem bastante tempo sem sucesso.

"Pilotagem lenta segue sendo observada na Moto3, apesar da implementação de suspensão em parte dos treinos livres, com os pilotos perdendo parte do tempo de pista como punição por essa infração", disse a FIM em nota. "Alguns pilotos e/ou equipes continuam falhando em cumprir com a diretriz que receberam. 28 pilotos cometeram infrações até aqui, muitos tendo cometido ofensas múltiplas", seguiu.

"Portanto, punições mais duras serão aplicadas a quem for flagrado rodando lento a partir do GP de Teruel", avisou. "A nova gama de penalidade pode ser vista a seguir. Todas serão aplicadas à corrida ou, no caso de desclassificação, ao restante do GP. As ofensas anteriores serão levadas em conta quando essas penalidades forem recebidas", completou.

Assim, a partir deste fim de semana, o Painel de Comissários vai adotar as penas de: volta longa, dupla volta longa, largada do pit-lane + volta longa, ride-through e desclassificação do evento.

GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades do GP de Teruel, 12ª etapa do Mundial de Motovelocidade 2020.

Veja também:

Lembre os jogos que o São Paulo está sem perder no Brasileirão
Grande Prêmio
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade