PUBLICIDADE

Esquerda ou direita? O que estatísticas dizem sobre força de Marc Márquez na MotoGP

No GP das Américas de 2021, Marc Márquez conquistou a 29ª vitória da carreira em circuitos anti-horários. Apesar de serem minoria no calendário, os traçados com mais curvas para a esquerda são os queridinhos do espanhol de Cervera

17 out 2021 04h47
ver comentários
Publicidade
Marc Márquez acumula 58 vitórias na MotoGP
Marc Márquez acumula 58 vitórias na MotoGP
Foto: Repsol / Grande Prêmio

MOTOGP MOSTRA DUAS CARAS EM DECISÕES ENVOLVENDO SEGURANÇA EM 2021 | GP às 10

Que Marc Márquez é fã de curvas para a esquerda todo mundo já sabe, mas qual o impacto desta predileção nas estatísticas do hexacampeão na MotoGP? O GRANDE PRÊMIO analisou os números e constatou que, embora sejam minoria no calendário, os traçados anti-horários dão uma contribuição importante ao currículo do piloto de 28 anos.

Desde que estreou na classe rainha do Mundial de Motovelocidade, em 2013, Marc já disputou corridas em 22 circuitos, apenas sete deles com layout anti-horário: Aragão, Austin, Indianápolis, Laguna Seca, Phillip Island, Sachsenring e Valência. Ou seja, apenas 31,81% dos traçados por onde já passou.

NA GARAGEM

Marc Márquez conquistou metade das vitórias na MotoGP em pistas anti-horárias (Foto: Red Bull Content Pool)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Nestas pistas, porém, Marc venceu 69,04% das corridas que disputou, o que significa 29 de 42 GPs. Em Sachsenring, por exemplo, ele triunfou nas oito corridas que disputou. Em Austin, foram sete, com só uma derrota, em 2018, quando caiu enquanto liderava a disputa com folga.

Os circuitos horários acolheram 70,20% dos GPs de Marc na classe rainha, mas também correspondem a 29 vitórias, só que de um total de 99 GPs. Ou seja, apesar de serem minoria no calendário, Márquez conquistou exatos 50% das vitórias da carreira em pistas anti-horárias.

Levando em conta que os circuitos horários são maioria, há um desequilíbrio claro nos resultados de pódios ― 64 a 34 ― e poles ― 33 x 29. Ainda assim, é gritante que 34,69% dos pódios do espanhol na classe de elite tenham sido alcançados nessas sete pistas. E mais ainda o fato de que 46,77% das poles do #93 vieram desses mesmos circuitos.

  Horário Porcentagem em relação ao total Anti-horário Porcentagem em relação ao total
GPs 99 70.20% 42 29.78%
Vitórias 29 50% 29 50%
Pódios 64 65.30% 34 34.69%
Poles 33 53.22% 29 46.77%

A título de comparação, Mick Doohan, que também fez a carreira inteira com a Honda nas 500cc, conquistou 77,8% das vitórias da carreira em pistas horárias, contra 18,51% em circuitos anti-horários. Pistas neutras, como é o caso de Suzuka, respondem por 3,7% das vitórias.

A MotoGP volta às pistas no próximo dia 24 de outubro para o GP do Feito na Itália e da Emília-Romanha, em Misano. O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades do Mundial de Motovelocidade 2021.

Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

QUARTARARO ENCARA EXÉRCITO VERMELHO PARA FAZER HISTÓRIA | GP às 10

Grande Prêmio
Publicidade
Publicidade